Direito

COMPARTILHE

Folha de S. Paulo destaca parceria da FAAP com universidades europeias para alunos de Direito 

Conforme destacado pelo jornal Folha de S. Paulo, a Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) firmou uma parceria estratégica com três universidades europeias. A colaboração visa enriquecer a experiência acadêmica dos alunos de Direito da instituição, proporcionando-lhes oportunidades únicas de intercâmbio internacional.  A notícia ganha destaque ao ressaltar que, ao participarem desse intercâmbio, os alunos da FAAP não apenas ampliam seus horizontes culturais, mas também não perdem o semestre letivo. Essa abordagem permite que os estudantes vivenciem novas perspectivas acadêmicas e culturais, sem comprometer seus estudos.  A FAAP, reconhecida por sua visão globalizada, já possui convênios com mais de 350 universidades ao redor do mundo, consolidando-se como uma instituição comprometida com a formação acadêmica internacional de seus alunos. A parceria com universidades europeias para os alunos de Direito é mais um passo em direção à excelência acadêmica e à formação de profissionais globais, prontos para enfrentar os desafios da profissão.  O coordenador do curso, Fernando José da Costa, ressalta que “Ter vivido e estudado no exterior é frequentemente valorizado pelos empregadores, destacando a adaptabilidade, a diversidade de perspectivas e o empenho em desafios impostos por conviver em outros países”.  Destacando o compromisso da FAAP em preparar profissionais capazes de lidar com as demandas contemporâneas, o curso de Direito da instituição visa formar estudantes não apenas como juristas, mas como agentes ativos em uma sociedade cada vez mais complexa. O programa oferece uma abordagem holística, permitindo que os alunos compreendam aspectos históricos, políticos e econômicos em um contexto nacional e internacional.  Leia a matéria completa: clique aqui  O CURSO DE DIREITO FAAP  O curso de Direito da FAAP proporciona uma formação abrangente e aprofundada sobre as relações humanas, as práticas legais e o funcionamento dos sistemas jurídicos. São oferecidas todas as matérias tradicionais da formação jurídica (Direito Civil, Direito Penal, Direito Constitucional, Direito Processual, Direito Empresarial, Direito Internacional, Ética Profissional etc.) em conjunto com atividades culturais e disciplinas humanísticas (Teatro, Oratória, Filosofia, Psicologia etc.), que permitem conhecimentos sobre Justiça e Poder, Segurança Pública e Segurança Jurídica, Tecnologia e Relações Digitais, Direito Ambiental Empresarial, Direito Desportivo, Direito do Entretenimento


Direito na FAAP

Inscreva-se

As últimas notícias do que ACONTECE NA FAAP

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Na FAAP

200 anos do Parlamento será tema de evento na FAAP

A FAAP vai apresentar os melhores momentos do programa “Ponto de Vista”, da TV Câmara, em comemoração a Assembleia Constituinte de 1823 e aos 200 anos do Parlamento. O evento acontece dia 31 de agosto, às 9h30, no B-Hub. Com a participação do jornalista e consultor de Comunicação da FAAP, Fábio Portela, do jornalista William França, da TV Câmara, do professor do curso de Direito, Luiz Fernando Prudente do Amaral e mediação da coordenadora do curso de Jornalismo, Edilamar Galvão, o evento vai discutir “FAAP E TV Câmara: 200 anos do Parlamento no Brasil”. Há 200 anos, o Brasil vivia sua primeira experiência parlamentar. No dia 3 de maio de 1823 foi instalada a Assembleia Geral, Constituinte e Legislativa do Império do Brasil, no Rio de Janeiro. Dando origem ao Dia do Parlamento. Embora dissolvida seis meses depois, aquela Constituinte é reconhecida por historiadores como o início do Poder Legislativo no País, pois reuniu deputados, eleitos, para elaborá-la e dar ao Brasil, recém independente de Portugal, um novo ordenamento jurídicoAo longo de quatro episódios, o “Ponto de Vista”, convidou oito especialistas que trouxeram diferentes visões daquele período, dando a oportunidade para que o público possa conhecer melhor o que foi proposto e discutido àquela época. Alguns documentos inéditos e históricos, apresentados no programa, revelam que muitos dos temas sociais, econômicos, políticos e do ordenamento jurídico do Brasil, discutidos em 1823, ainda estão presentes na nossa sociedade.  O acervo destes documentos recebeu o registro “Memória do Mundo”, conferido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), pelo seu valor como patrimônio documental da humanidade. Pela primeira vez na história, esses registros deixaram o cofre-forte do Arquivo de Obras Raras do Centro de Documentação e Informação da Câmara, para serem apresentados ao público pela série documental. O primeiro episódio fala sobre “O Cenário político e a Constituinte de 1823”, e conta com depoimentos de Isabel Lustosa, historiadora, ensaísta e escritora, e Márcio Nuno Rabat, cientista político e consultor legislativo da Câmara dos Deputados. Para falar sobre os “Avanços sociais e a questão da escravidão”, no segundo episódio foram ouvidos Ana Flávia Magalhães Pinto, historiadora, jornalista, professora e diretora-geral do Arquivo Nacional e Cristiano Paixão, professor de Direito Constitucional, historiógrafo e subprocurador-geral do Trabalho. O episódio 3 aborda a “Liberdade de imprensa e participação popular”, com Fábio Portela, jornalista e consultor de Comunicação e Paulo Roberto de Almeida, diplomata, escritor e professor. “A influência da Constituinte de 1823 nas demais Cartas Magnas” é o tema do episódio 4 que ouviu o poeta, escritor, tradutor, historiador e membro da Academia Brasileira de Letras Marco Lucchesi, e o professor, articulista, pesquisador e cientista político, Christian


Direito

Secretário de Justiça e Cidadania de São Paulo recebe alunos da FAAP

O Secretário de Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo, Fábio Prieto, recebeu nesta semana 10 alunos do curso de Direito da FAAP.  Acompanhados da professora Marina Vezzoni, os alunos tiveram a oportunidade de conversar com o Secretário sobre a variedade de representação de diversos grupos sociais, programas para ajudar minorias, defesa e apoio ao cidadão e também conhecer como funcionam os conselhos da Secretaria, como o da Mulher, da Comunidade LGBTQI+ e Racial, o Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (IPEM), o Instituto de Medicina Social e de Criminologia (IMESC), a Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), a Fundação Casa e o Fundo de Interesses Coletivos. Os alunos são membros do Grupo de Estudos EDFAAP, coordenado pela professora Marina, que tem por finalidade tornar fácil e acessível às questões jurídicas que interessam a sociedade. O Grupo desenvolve entrevistas, vídeos e lives no @edgrupodeestudos, com personalidades do meio jurídico. Promove também assistência jurídica a comunidades vulneráveis, através de projetos como a Missão FAAP Amazônia, que vai levar em setembro deste ano, 16 estudantes ao Rio Amazonas, com o objetivo de ensinar direitos fundamentais às populações ribeirinhas e passar orientações sobre defensoria pública, juizados especiais, delegacias e crimes de racismo.  “Foi enriquecedor conhecer o espaço físico da Secretaria. Conversar sobre cidadania e justiça naquele ambiente consolidou tudo que levantamos em sala de aula”, explicou a professora Marina.  É a segunda vez que os alunos do curso visitam a Secretária de Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo, a primeira visita aconteceu no ano passado, quando o coordenador do curso de Direito, Fernando José da Costa, era o secretário da


Direito

Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Ricardo Anafe conversou com alunos do curso de direito sobre o Poder Judiciário e oportunidades de estágio

Na semana em que se comemora a criação dos cursos jurídicos no Brasil e o dia do advogado, a FAAP recebeu o Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Ricardo Anafe, para um encontro com os alunos do curso de Direito. O convidado falou sobre o Poder Judiciário e as oportunidades para os alunos interessados em estagiar com magistrados paulistas. “É uma honra estar aqui na FAAP e transmitir aos alunos do curso de Direito o que é a atividade judiciária, como é estagiar dentro do Tribunal de Justiça de São Paulo, e mostrar todas as possibilidades e as portas que se abrem”, disse o convidado. O coordenador do curso de Direito, professor Fernando José da Costa, que intermediou a palestra, esclareceu que o TJSP é o maior Tribunal de Justiça da América Latina e o maior Tribunal do mundo em volume de processos. “O TJSP tem 2.500 magistrados, 40 mil servidores, 360 desembargadores e julga mais de 1 milhão de processos por ano. Os alunos do curso de Direito, estão tendo hoje, uma oportunidade única de saber sobre as oportunidades de estágio que o tribunal oferece”. Anafe ingressou no 2º Grau em 2003 e cinco anos depois, se tornou Desembargador, assumindo coordenadorias e presidência de comissões. Foi eleito presidente da Seção de Direito Público do TJ-SP para o biênio 2014/2015, eleito e reeleito para o Órgão Especial em 2016 e 2018 e para corregedor-geral da Justiça, no biênio 2020/2021, chegando a Presidência do maior Tribunal do país em 2022. Foto: Fernando


Direito

Curso de Direito da FAAP recebe o Selo de Qualidade OAB

O curso de Direito do Centro Universitário FAAP recebeu o Selo de Qualidade OAB, que está em sua 7ª edição. A premiação contribui para garantir a qualidade do ensino jurídico no País. Nesta edição, foram avaliadas 1.712 instituições de ensino superior, e apenas 7 foram premiadas na capital de São Paulo.  Os critérios de avaliação passam pela qualificação do corpo docente, regime de trabalho, plano de carreira e de capacitação, qualidade da organização didático-pedagógica, incluindo ensino, pesquisa, e extensão, estágio e número máximo de alunos por turma, infraestrutura, acervo bibliográfico disponível e instalações do Núcleo de Práticas Jurídicas.  O Selo OAB também utiliza os conceitos obtidos pelos cursos no Enade, além dos percentuais de aprovação nos Exames de Ordem. É preciso ter alunos participantes em pelo menos três dos cinco Exames da OAB considerados como variáveis de análise e um total mínimo de 60 participantes presentes nos cinco exames utilizados na análise.  O objetivo da premiação é produzir um quadro de profissionais cada vez mais qualificado e inibir a proliferação de serviços jurídicos de má qualidade, protegendo, assim, a própria sociedade contra abusos e injustiças.  O Exame de Ordem e o Selo OAB contribuem para que os cursos de Direito se adequem ao grau de exigência cobrado nas provas. Tornando-se indicadores de uma educação jurídica de qualidade.  Para o coordenador do curso de Direito, José Roberto Neves Amorim, o Selo de Qualidade da OAB é importante para as instituições de ensino, pois demonstra todo o esforço que é feito pela qualidade do ensino do Direito no Brasil. “Para o Centro Universitário FAAP esse Selo veio coroar o esforço conjunto da instituição, dos professores e dos alunos na dedicação para que o ensino do Direito seja cada vez mais moderno, atual e


Direito

Com o apoio da FAAP Anuário da Justiça Brasil 2023 foi lançado em cerimônia no STF

A 17ª edição Anuário da Justiça Brasil foi lançada ontem, 10 de maio, na sede do Supremo Tribunal Federal.  A Fundação Armando Alvares Penteado – FAAP – promoveu o encontro e o lançamento, como apoiadora do projeto. Na ocasião, estiveram presentes, a Presidente do Conselho de Curadores, Celita Procopio de Carvalho, o Diretor-Presidente da Fundação Armando Alvares Penteado, Antonio Bias Bueno Guillon, o CEO da FAAP, Luis Sobral, o Coordenador do curso de Direito, professor José Roberto Neves Amorim, a Coordenadora Pedagógica do curso, professora Náila Cristina Ferreira Nucci e 35 alunos do curso de Direito.   O evento contou também com a presença da presidente da corte, ministra Rosa Weber, de ministros do STF, das cortes superiores e de representantes da comunidade jurídica.  “É no quadrante da cooperação entre o público e o privado que se situa a obra que hoje lançamos aqui. Parabéns aos seus protagonistas, que contam com o apoio da Fundação Armando Alvares Penteado, viabilizando sua produção há 17 anos”, disse a Presidente do Conselho de Curadores, Celita Procopio de Carvalho na cerimônia de lançamento.   A edição deste ano destaca a importância do protagonismo da Justiça para conter movimentos antidemocráticos, especialmente diante dos ataques às sedes dos Três Poderes, em 8 de janeiro de 2023. A atuação do Poder Judiciário foi essencial para formar um bloco de coalizão em defesa da Constituição Federal e da união democrática.  Tudo isso foi feito enquanto os tribunais lidavam com uma avalanche processual das mais variadas ordens: em 2022, o Judiciário brasileiro recebeu 29,5 milhões de casos novos – 2,5 milhões a mais do que em 2021, mantendo uma taxa de crescimento anual próxima dos 9%.  Uma seleção das decisões mais relevantes do último ano, do ponto de vista da jurisprudência e pacificação de temas controversos, são apresentada ao leitor na nova edição do Anuário da Justiça 2023, que também mostra a produtividade de cada um dos ministros da cúpula do Poder Judiciário: a quantidade de processos distribuídos, julgados e em acervo. Clique aqui para acessar a publicação.     Clique aqui para acessar a publicação. 


Direito

FAAP e Conjur lançam o Anuário da Justiça Brasil 2023 na sede do STF

A 17ª edição do Anuário da Justiça Brasil será lançada no próximo dia 10 de maio, a partir das 18h00, na sede do Supremo Tribunal Federal. A publicação, realizada pelo site Consultor Jurídico com o apoio e promoção da Fundação Armando Álvares Penteado, é uma das mais prestigiadas e relevantes do judiciário brasileiro.  A solenidade contará com a presença de ministros do STF e de tribunais superiores e do Diretor-Presidente da Fundação Armando Alvares Penteado, Antonio Bias Bueno Guillon, da Presidente do Conselho de Curadores, Celita Procopio de Carvalho, e do CEO da FAAP, Luis Sobral.  O anuário mostra quem são e como votam os ministros do Supremo Tribunal Federal e de todos os Tribunais Superiores nas principais áreas do Direito. Há uma minuciosa seleção das decisões mais relevantes proferidas pelo Poder Judiciário no último ano, tanto do ponto de vista da jurisprudência quanto da pacificação de temas controversos.  Também revela a produtividade de cada um dos ministros da cúpula do Judiciário: a quantidade de processos distribuídos, julgados e em acervo, além de dedicar um olhar especial ao tema dos Habeas Corpus.  O Anuário é uma referência incontornável para todos aqueles que querem entender como o Judiciário tem tratado os temas mais relevantes para a sociedade brasileira.  O trabalho mostra que, em 2022, o Judiciário brasileiro recebeu 29,5 milhões de novos casos – 2,5 milhões a mais do que em 2021, mantendo uma taxa de crescimento anual próxima dos 9%.  A história e o histórico dos Habeas Corpus no Brasil são abordados em uma reportagem especial. Os caminhos vislumbrados pelos operadores do Direito para a melhor resolução dos conflitos também são tema da reportagem.  O leitor ainda encontra nas páginas do Anuário da Justiça Brasil informações sobre os integrantes do Conselho Nacional de Justiça, do Conselho Nacional do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Brasil, do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) e do Tribunal de Contas da União.  Há também uma análise do impacto da troca no comando de pastas importantes do Executivo, como a Advocacia-Geral da União, o Ministério da Justiça e Segurança Pública, e a Polícia Federal.  Clique aqui para assistir a cerimônia de

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Newsletter