MAB FAAP recebe exposição que destaca a importância da herança têxtil brasileira


DATA


COMPARTILHE


O MAB FAAP abre ao público, em 21 de outubro, a exposição “De Fio a Fio – a Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22”, promovida pela World Textile Art (WTA) no Brasil. Além de celebrar a realização da 10ª Bienal Internacional de Arte Têxtil Contemporânea, nesta edição sediada em Miami, a mostra comemora também o Jubileu de Prata da WTA e o Centenário da Semana de Arte Moderna Brasileira.

A exposição mostra a importante herança têxtil brasileira, traçando um panorama a partir da obra de Regina Gomide Graz, desde a Semana de Arte Moderna de 1922. A cronologia também inclui a continuidade desse legado, com o surgimento do Atelier Douchez-Nicola de Norberto Nicola e Jacques Douchez, e seus reflexos na arte têxtil contemporânea. 

Com curadoria conjunta de Denise Mattar, Eva Soban e Juan Ojea, a exposição apresenta um conjunto de 30 obras têxteis de diversos artistas contemporâneos e homenageia três expoentes do segmento. A mostra também presta seu tributo ao local escolhido para sediá-la: há quase 50 anos, o MAB FAAP foi palco da Primeira Mostra Brasileira de Tapeçaria (1974).

“De Fio a Fio – a Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22” é composta por três núcleos. Os dois primeiros – Centenário da arte têxtil no Brasil – homenageiam Regina Graz Norberto Nicola, Jacques Douchez.

O terceiro núcleo – Os 25 anos da WTA – traz obras inéditas de um coletivo de 26 artistas contemporâneos, que se utilizam da fibra como forma de expressão. 

Além dos três artistas homenageados, também participam da exposição: Adriana Gragnani, Alexandre Heberte, Andréa DallÓlio, Claudia Azeredo, Claudia Dias, Elke Hulse, Eva Soban, Giuliana Sommantico, Jacqueline Chiabay, Joedy Marins, Juan Ojea, Luciane Sell, Magy Imoberdorf, Maria Villares, Marina Godoy, Marta Meyer, MikoHashimoto, Miriam Pappalardo, Patricia Tavares Sores, Renata Meirelles, Renato Dib, Rosane Morais, Samantha Ortiz, Teresa Albano, Veronica Filipak e Zoravia Bettiol.

Exposição “De Fio a Fio- A Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22” 

Período de visitação: de 21 de outubro a 04 de dezembro de 2022 

Horário: todos os dias, das 10h às 18h, com exceção das terças-feiras (fechado).


COMPARTILHE

COMPARTILHE

O MAB FAAP abre ao público, em 21 de outubro, a exposição “De Fio a Fio – a Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22”, promovida pela World Textile Art (WTA) no Brasil. Além de celebrar a realização da 10ª Bienal Internacional de Arte Têxtil Contemporânea, nesta edição sediada em Miami, a mostra comemora também o Jubileu de Prata da WTA e o Centenário da Semana de Arte Moderna Brasileira.

A exposição mostra a importante herança têxtil brasileira, traçando um panorama a partir da obra de Regina Gomide Graz, desde a Semana de Arte Moderna de 1922. A cronologia também inclui a continuidade desse legado, com o surgimento do Atelier Douchez-Nicola de Norberto Nicola e Jacques Douchez, e seus reflexos na arte têxtil contemporânea. 

Com curadoria conjunta de Denise Mattar, Eva Soban e Juan Ojea, a exposição apresenta um conjunto de 30 obras têxteis de diversos artistas contemporâneos e homenageia três expoentes do segmento. A mostra também presta seu tributo ao local escolhido para sediá-la: há quase 50 anos, o MAB FAAP foi palco da Primeira Mostra Brasileira de Tapeçaria (1974).

“De Fio a Fio – a Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22” é composta por três núcleos. Os dois primeiros – Centenário da arte têxtil no Brasil – homenageiam Regina Graz Norberto Nicola, Jacques Douchez.

O terceiro núcleo – Os 25 anos da WTA – traz obras inéditas de um coletivo de 26 artistas contemporâneos, que se utilizam da fibra como forma de expressão. 

Além dos três artistas homenageados, também participam da exposição: Adriana Gragnani, Alexandre Heberte, Andréa DallÓlio, Claudia Azeredo, Claudia Dias, Elke Hulse, Eva Soban, Giuliana Sommantico, Jacqueline Chiabay, Joedy Marins, Juan Ojea, Luciane Sell, Magy Imoberdorf, Maria Villares, Marina Godoy, Marta Meyer, MikoHashimoto, Miriam Pappalardo, Patricia Tavares Sores, Renata Meirelles, Renato Dib, Rosane Morais, Samantha Ortiz, Teresa Albano, Veronica Filipak e Zoravia Bettiol.

Exposição “De Fio a Fio- A Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22” 

Período de visitação: de 21 de outubro a 04 de dezembro de 2022 

Horário: todos os dias, das 10h às 18h, com exceção das terças-feiras (fechado).


DATA


MAB FAAP

Conheça

Outras notícias que você também pode gostar

Você está vendo:

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP


MAB FAAP

MAB FAAP recebe convidados para abertura da exposição de Salvador Dalí 

O Museu de Arte Brasileira (MAB FAAP) inaugurou a exposição intitulada “Desafio Salvador Dalí – Uma exposição surreal na FAAP”, recebendo convidados especiais. Entre eles, estavam personalidades das artes, da cultura, da comunicação, do poder público, empresários e amantes das artes.   Com uma salva de palmas, as portas da exposição foram abertas por dona Celita Procopio de Carvalho (Presidente do Conselho de Curadores da FAAP) e pelo Dr. Antonio Bias Bueno Guillon (Diretor-Presidente da FAAP), que fizeram as honras da noite ao lado da Sra. Pilar Guillon Liotti (membro voluntária do Conselho do MAB FAAP). Com orgulho, a conselheira disse que “é uma grande honra pra FAAP receber essa exposição incrível do surrealista Salvador Dalí, que marca os 100 anos do Surrealismo.”  Ilustres como a Secretária da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Marilia Marton, o Cônsul da Espanha, Dom Pablo Montesino-Espartero, o conde Chiquinho Scarpa, o ator global Leopoldo Pacheco, a jornalista Joyce Pascowitch, o estilista Eduardo Toldi, e a modelo Cássia Ávila, foram algumas das personalidades que circularam pelos salões do prédio principal.   Os convidados tiveram o privilégio de contemplar mais de 100 peças expositivas inéditas no país.   Paulo Bonfá, CEO da Conteúdo Criativo e organizador da exposição, junto com Roberto Souza Leão, CEO do Instituto Totex, expressou sua satisfação ao receber o público, destacando a excelência do evento. “É totalmente excelente, enfim, receber o público na exposição. Em formato inovador, reproduzindo a mesma cor, a mesma textura, são três toneladas de telas vindas da Espanha – junto com a tecnologia, com multitalentos do cinema, da publicidade, da literatura, joias desenhadas pelo artista e também a possibilidade de levar um pouco da exposição para casa”.   Obras emblemáticas como “A Persistência da Memória” (1931), “O Cristo de São João da Cruz” (1951) e “Construção Suave com Damascos Cozidos” (1936) adornam os painéis gigantes, constituindo elementos fundamentais da mostra. Além da reprodução das pinturas e esculturas, os participantes apreciaram uma reprodução do ateliê onde Dalí trabalhava em outros campos diversos como ourivesaria, cinema e publicidade.   Espalhando-se por mais de 1,2 mil metros quadrados, o MAB FAAP emprega tecnologia de ponta para proporcionar aos visitantes um mergulho na vasta obra do artista, que se estendeu por seis décadas de atividade. O museu convida o público a se encantar com o mundo surreal de um dos artistas mais enigmáticos do século XX, com a abertura ao público agendada para esta quarta-feira, 1º de maio.  Desafio Salvador Dalí: uma exposição surreal na FAAP  Quando: a partir de 1º de maio de 2024Horários: de terça a domingo das 10h às 21h (última entrada às 20h) Onde: Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Alvares Penteado – MAB FAAB (Rua Alagoas, 903 – Higienópolis – São Paulo) Público: livre para todas as idades Acessibilidade: local acessível para pessoas em cadeira de rodas  Ingressos:


MAB FAAP

FAAP será palco de exposição histórica sobre Salvador Dalí

A FAAP, conhecida por abrigar exposições históricas em seus salões, recebe agora a estreia mundial de Desafio Salvador Dalí: Uma Exposição Surreal na FAAP. A exposição, produzida pela Conteúdo Criativo, foi concebida pela empresa espanhola ArtDidaktik, sob licença e supervisão da Fundação Gala-Salvador Dalí. Apresenta reproduções idênticas de 100 obras de um dos artistas mais inventivos e importantes da arte mundial, a partir do dia 1º de maio, no MAB FAAP (Museu de Arte Brasileira). A exposição é uma produção inédita e apresenta a vida e obra do artista exposta com novos suportes contemporâneos originais. As 100 obras mais importantes do artista espanhol estarão pela primeira vez juntas, em painéis gigantes fabricados na Espanha com as características exatas das pinturas originais, apresentadas com recursos de realidade aumentada. Além das obras, a exposição faz uma reconstrução fiel do ateliê onde Dalí materializou seu legado incluindo partes originais de sua residência litorânea em Port Lligat e as imagens de Gala, sua esposa e musa inspiradora. Apresenta também uma galeria audiovisual multimídia de última geração, composta por acervos exclusivos de Dalí como cineasta, designer, ilustrador, cenógrafo, diretor de arte e personagem publicitário com conteúdos originais. O público poderá interagir com as suas obras e baixar vídeos, e haverá, ainda, uma sala em que óculos de realidade aumentada irão aprofundar a experiência de criação do

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Newsletter