MAB FAAP recebe exposição que destaca a importância da herança têxtil brasileira


DATA


COMPARTILHE


O MAB FAAP abre ao público, em 21 de outubro, a exposição “De Fio a Fio – a Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22”, promovida pela World Textile Art (WTA) no Brasil. Além de celebrar a realização da 10ª Bienal Internacional de Arte Têxtil Contemporânea, nesta edição sediada em Miami, a mostra comemora também o Jubileu de Prata da WTA e o Centenário da Semana de Arte Moderna Brasileira.

A exposição mostra a importante herança têxtil brasileira, traçando um panorama a partir da obra de Regina Gomide Graz, desde a Semana de Arte Moderna de 1922. A cronologia também inclui a continuidade desse legado, com o surgimento do Atelier Douchez-Nicola de Norberto Nicola e Jacques Douchez, e seus reflexos na arte têxtil contemporânea. 

Com curadoria conjunta de Denise Mattar, Eva Soban e Juan Ojea, a exposição apresenta um conjunto de 30 obras têxteis de diversos artistas contemporâneos e homenageia três expoentes do segmento. A mostra também presta seu tributo ao local escolhido para sediá-la: há quase 50 anos, o MAB FAAP foi palco da Primeira Mostra Brasileira de Tapeçaria (1974).

“De Fio a Fio – a Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22” é composta por três núcleos. Os dois primeiros – Centenário da arte têxtil no Brasil – homenageiam Regina Graz Norberto Nicola, Jacques Douchez.

O terceiro núcleo – Os 25 anos da WTA – traz obras inéditas de um coletivo de 26 artistas contemporâneos, que se utilizam da fibra como forma de expressão. 

Além dos três artistas homenageados, também participam da exposição: Adriana Gragnani, Alexandre Heberte, Andréa DallÓlio, Claudia Azeredo, Claudia Dias, Elke Hulse, Eva Soban, Giuliana Sommantico, Jacqueline Chiabay, Joedy Marins, Juan Ojea, Luciane Sell, Magy Imoberdorf, Maria Villares, Marina Godoy, Marta Meyer, MikoHashimoto, Miriam Pappalardo, Patricia Tavares Sores, Renata Meirelles, Renato Dib, Rosane Morais, Samantha Ortiz, Teresa Albano, Veronica Filipak e Zoravia Bettiol.

Exposição “De Fio a Fio- A Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22” 

Período de visitação: de 21 de outubro a 04 de dezembro de 2022 

Horário: todos os dias, das 10h às 18h, com exceção das terças-feiras (fechado).


DATA



COMPARTILHE

COMPARTILHE

O MAB FAAP abre ao público, em 21 de outubro, a exposição “De Fio a Fio – a Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22”, promovida pela World Textile Art (WTA) no Brasil. Além de celebrar a realização da 10ª Bienal Internacional de Arte Têxtil Contemporânea, nesta edição sediada em Miami, a mostra comemora também o Jubileu de Prata da WTA e o Centenário da Semana de Arte Moderna Brasileira.

A exposição mostra a importante herança têxtil brasileira, traçando um panorama a partir da obra de Regina Gomide Graz, desde a Semana de Arte Moderna de 1922. A cronologia também inclui a continuidade desse legado, com o surgimento do Atelier Douchez-Nicola de Norberto Nicola e Jacques Douchez, e seus reflexos na arte têxtil contemporânea. 

Com curadoria conjunta de Denise Mattar, Eva Soban e Juan Ojea, a exposição apresenta um conjunto de 30 obras têxteis de diversos artistas contemporâneos e homenageia três expoentes do segmento. A mostra também presta seu tributo ao local escolhido para sediá-la: há quase 50 anos, o MAB FAAP foi palco da Primeira Mostra Brasileira de Tapeçaria (1974).

“De Fio a Fio – a Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22” é composta por três núcleos. Os dois primeiros – Centenário da arte têxtil no Brasil – homenageiam Regina Graz Norberto Nicola, Jacques Douchez.

O terceiro núcleo – Os 25 anos da WTA – traz obras inéditas de um coletivo de 26 artistas contemporâneos, que se utilizam da fibra como forma de expressão. 

Além dos três artistas homenageados, também participam da exposição: Adriana Gragnani, Alexandre Heberte, Andréa DallÓlio, Claudia Azeredo, Claudia Dias, Elke Hulse, Eva Soban, Giuliana Sommantico, Jacqueline Chiabay, Joedy Marins, Juan Ojea, Luciane Sell, Magy Imoberdorf, Maria Villares, Marina Godoy, Marta Meyer, MikoHashimoto, Miriam Pappalardo, Patricia Tavares Sores, Renata Meirelles, Renato Dib, Rosane Morais, Samantha Ortiz, Teresa Albano, Veronica Filipak e Zoravia Bettiol.

Exposição “De Fio a Fio- A Herança Têxtil Brasileira de 22 a 22” 

Período de visitação: de 21 de outubro a 04 de dezembro de 2022 

Horário: todos os dias, das 10h às 18h, com exceção das terças-feiras (fechado).

MAB FAAP

Conheça

Outras notícias que você também pode gostar

Você está vendo:

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Newsletter