Abertura da exposição de Nicolas Vlavianos no MAB FAAP contou com a presença de personalidades do mundo das artes


DATA


COMPARTILHE



DATA



COMPARTILHE

COMPARTILHE

A abertura da exposição e o lançamento do livro “Vlavianos – A conquista do espaço” aconteceram ontem (21/09) no Museu de Arte Brasileira da FAAP. O evento contou com a presença de personalidades do mundo das artes, como os colecionadores Nilo e Heloísa Cecco, Adriana Banfi e Eduardo Passarelli, a galerista Graça Bueno e os curadores Sergio Pizoli e Adriana Rede. Também estiveram presentes a produtora cultural Luciana Colombo, a artista plástica Georgia Kyriakakis, a apresentadora Luciana Gimenez e o diretor-presidente da FAAP, Antônio Bias Bueno Guillon.

Nicolas Vlavianos foi um dos principais nomes da escultura no Brasil. Nasceu em Atenas, na Grécia, em 1929. Começou a carreira dedicando-se à pintura nos anos 1950 e se mudou para Paris, onde estudou na Académie de la Grande Chaumière, ao lado do escultor russo Ossip Zadkine, e na Académie du Feu, com o pintor húngaro László Szabó.

A exposição, que fica em cartaz até 05 de novembro no mezanino do Museu, apresenta um panorama da trajetória do artista com foco na produção escultórica dos últimos vinte anos (2001-2021). Com curadoria da professora dos cursos de artes da FAAP, Veronica Stigger, a exposição reúne aproximadamente 50 obras e estabelece relações entre peças deste período e fases mais antigas de sua longa trajetória. São esculturas e maquetes – a maioria feita em aço inox e latão – além de desenhos.

“A exposição adquire um sentido ainda maior diante do recente falecimento de Vlavianos, tornam-se uma homenagem a quem há 60 anos adotou este país e cuja trajetória tanto contribuiu para a escultura brasileira e internacional. Trajetória que, vale destacar, foi tema de três importantes retrospectivas nestas últimas duas décadas”, explica Myrine Vlavianos, filha do artista e organizadora da exposição e do livro, que tem fotografia de Romulo Fialdini e texto de Veronica Stigger.

O escultor e desenhista Nicolas Vlavianos foi também professor de Expressão Tridimensional e Escultura na FAAP de 1969 a 2017, no curso de Artes Plásticas e tem em seu currículo exposições individuais nos principais museus do país: Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAMRJ), Museu de Arte de São Paulo (MASP), Museu de Arte Brasileira (MAB FAAP) e Pinacoteca do Estado de São Paulo.

O artista tem obras monumentais em espaços públicos, especialmente na cidade de São Paulo, como a escultura Progresso no Largo do Arouche, Nuvens sobre a Cidade na Praça da Sé, Anavasis na Avenida das Nações Unidas e Homem-Pássaro no Parque da Luz. Além de esculturas no prédio da FAAP como Árvore, Brazilian Nature e Grande Mandala.

Sua obra é marcada por planos geométricos justapostos, assimétricos e irregulares e com frequência discute as relações entre ser humano e máquina. No conjunto de sua produção permanece a tensão entre forma orgânica e abstração.  

Cursos Livres e Idiomas FAAP 2024

Confira a lista de cursos

Outras notícias que você também pode gostar

Você está vendo:

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP


MAB FAAP

O artista Newton Mesquita recebe o público no MAB FAAP

Os visitantes da exposição ‘Desígnio’ poderão acompanhar a execução de uma obra inédita do artista Newton Mesquita. Na sala da exposição, há um espaço expográfico reproduzindo o ateliê do artista, onde o público poderá acompanhar a execução de uma obra inédita. Confira as datas: 24/02 28/02 02/03 06/03 09/03 13/03 Sempre às 15h. O MAB FAAP funciona de quarta a segunda-feira, das 10h às 18h (última entrada às 17h30), inclusive feriados. Fechado às terças-feiras. A entrada é gratuita! Saiba mais sobre a exposição: Explore as obras de Newton Mesquita na exposição ‘Desígnio’ em exibição no MAB FAAP. Celebrando sua 56ª exposição individual, o artista proporciona, nas mais de 80 pinturas, uma imersão nas obras que retratam sua vida na cidade de São Paulo. Com uma carreira artística que ultrapassa cinco décadas, Newton Mesquita, figura ímpar nas artes plásticas brasileiras, o artista ganhou reconhecimento nas décadas de 1960-1970, consolidando-se como um dos nomes mais destacados no cenário artístico nacional. Com exposições realizadas na América Latina, Estados Unidos, Europa e Japão, o artista premiado destaca-se pela habilidade singular de dialogar entre luz e sombra em suas obras. A exposição “Desígnio” reflete uma técnica desenvolvida ao longo dos anos por Newton Mesquita. Com mais perguntas do que respostas, suas mais de 80 pinturas provocam os espectadores, levando-os a questionar se estão diante de fotografias ou pinturas. O resultado é uma simbiose visual que cativa, um jogo de luz e sombra que transcende os limites da tela. Ao explorar as nuances da cidade que o acolhe, Newton Mesquita apresenta um retrato íntimo de São Paulo. Suas obras revelam a cidade não apenas como um cenário, mas como uma entidade viva, pulsante e repleta de histórias. O curador da exposição, Fábio Magalhães, destaca a profundidade com que Mesquita desvenda os segredos urbanos: “Newton é um cronista da cidade, revelando camadas profundas que muitas vezes passam despercebidas”. O próprio Newton Mesquita expressa a essência de sua exposição ao afirmar: “A ideia dessa exposição foi basicamente dada pelo Fábio Magalhães, para ser um abraço para quem entra”. A mostra “Desígnio” é um convite para mergulhar nas reflexões do artista sobre a cidade, capturando a essência de São Paulo sob a perspectiva única de Newton Mesquita.   “Desígnio” de Newton Mesquita De 07 de fevereiro a 31 de março MAB FAAP – Rua Alagoas 903 – Higienópolis, São Paulo Entrada gratuita

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Newsletter