Trabalhos das finalistas da última edição do concurso FAAP Moda são destaque no editorial da Elle Brasil

TEXTO

Comunicação FAAP


FOTOS

Henrique Gendre



DATA


COMPARTILHE


Produção da aluna Camila Gramigna | Foto: Henrique Gendre


TEXTO

Comunicação FAAP


FOTOS

Henrique Gendre


DATA



COMPARTILHE

COMPARTILHE

Criado em 2004, pelas então alunas da FAAP, Marianna Dal Canton e Renata Paternostro, o Concurso FAAP Moda tem como missão diminuir a distância que separa o aluno do mercado de trabalho. Em mais de uma década, já apresentou a formadores de opinião e figuras-chave da indústria da moda o trabalho de jovens profissionais. Diferentemente de outros concursos, seu principal objetivo não é apenas descobrir talentos, mas lançar nomes preparados para atuar no mercado, procurando incentivar os alunos a produzir e praticar o conteúdo desenvolvido em aula.

As inscrições para a próxima edição do concurso serão abertas em breve! Todos os alunos do curso de Moda podem se inscrever.

O CURSO DE MODA NA FAAP

O curso de Moda da FAAP é um bacharelado com duração de 4 anos, dividido em oito semestres no turno da manhã.

Durante o curso, você vai estudar disciplinas teóricas e práticas que abrangem diferentes áreas do universo fashion, tais como história da moda, design de moda, modelagem, costura, estamparia, joalheria, calçados, gestão de marca, marketing e produção de moda.

Moda na FAAP

Inscreva-se

Outras notícias que você também pode gostar

Você está vendo:

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Na FAAP

1º Encontro AgroFAAP reúne autoridades para debater o Agronegócio 

A FAAP sediou e produziu o 1º Encontro AgroFAAP, promovido pela liga estudantil, em uma iniciativa que reuniu renomados especialistas e autoridades do setor agropecuário. Recebidos por Luis Sobral, CEO da FAAP, por Rafael Possik, professor e mentor da liga AgroFAAP, e por Eduardo Levy Sassi, ex-aluno de Direito FAAP, o evento contou com a presença de figuras importantes como Ingo Plöger, Julio Ramos, Luis Rua, Diógenes Kassaoka e Aldo Rebelo, que compartilharam insights valiosos sobre os desafios e perspectivas do agronegócio brasileiro e mundial.   Ingo Plöger, empresário e Presidente do CEAL – Conselho Empresarial da América Latina e membro do novo Conselho Personalidades Intelectuais, Culturais e Empresariais da FAAP, iniciou as discussões apresentando um panorama abrangente que abordou desde a origem da vida no planeta Terra até as tendências contemporâneas que moldam os agronegócios. Na ocasião, Plöger destacou os principais obstáculos enfrentados pelo setor, proporcionando uma reflexão enriquecedora aos participantes.  “No agro a gente tem muito a oferecer. Não só naquilo que nós somos e aquilo que nós temos, mas também a nossa contribuição em termos de mundo”, disse o empresário.  Julio Ramos, Secretário-Adjunto de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura e Pecuária, enfatizou a importância do momento de transformação que o Brasil atravessa e as oportunidades que surgem no âmbito do agronegócio. Destacando a relação entre economia de mercado e desenvolvimento social, Ramos ressaltou que “Ter o agro como uma possibilidade sustentável, gera emprego, gera renda”.   Luis Rua, Diretor de Mercados da ABPA – Associação Brasileira de Proteína, contribuiu para o debate ao compartilhar sua expertise sobre o cenário mercadológico internacional do agro brasileiro. Ressaltando a significativa contribuição do agronegócio para a economia nacional e sua influência nos mercados globais, Rua encorajou os presentes para que “Busquem, sejam curiosos. O agronegócio movimenta nossa economia, e é a certeza que coloca o Brasil no centro.”    Diógenes Kassaoka, Subsecretário do Abastecimento de Segurança Alimentar, abordou a evolução histórica do conceito de segurança alimentar, desde os tempos da Primeira Guerra Mundial até os desafios contemporâneos. Kassaoka ressaltou a relevância dos aspectos políticos na promoção da segurança alimentar e instigou os participantes a refletirem sobre os impactos das decisões políticas nesse contexto.   Encerrando o evento, Aldo Rebelo, Secretário Municipal de Relações Internacionais, trouxe à tona questões cruciais relacionadas ao código florestal brasileiro e à legislação ambiental vigente. Enfatizando a importância da agropecuária e agricultura para o desenvolvimento sustentável do Brasil, Rebelo destacou o papel dos recursos naturais do país no contexto nacional e internacional, evidenciando sua relevância para a população brasileira e além-fronteiras.   O 1º Encontro AgroFAAP consolidou-se como um espaço de diálogo e reflexão sobre os desafios e oportunidades no setor agropecuário, reunindo diversas perspectivas e contribuições valiosas para o avanço sustentável do agronegócio brasileiro. Este evento reafirma o compromisso da FAAP com o desenvolvimento dos graduandos, trazendo figuras e discussões importantes sobre o estado socioeconômico do país.  Confira como foi o evento na íntegra clicando

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Newsletter