Fernanda Galvão é a artista selecionada para a Residência Artística FAAP – Paris


DATA


COMPARTILHE


A Residência Artística FAAP – Paris, já recebeu 46 artistas, que após passar por um processo de seleção, tem a oportunidade de ficar na capital francesa, por um período de seis meses para desenvolver suas pesquisas.

Neste semestre, a artista e ex-aluna do curso de Artes Visuais, Fernanda Galvão, vai ocupar o estúdio 1422, na Cité Internationale des Arts, localizada às margens do Rio Sena, ao lado da Catedral de Notre-Dame. Além do espaço, o prêmio contempla passagens de ida e volta e ajuda de custo.

A Fundação Armando Alvares Penteado é a única instituição, da América Latina, a manter uma residência artística universitária na Cité Internacionale des Arts. A cada semestre seleciona um aluno, ex-aluno ou professor, a quem dá oportunidade de participar dos processos de troca realizados com os mais de 300 artistas, do mundo todo, que circulam pelo complexo em Paris. Além do estúdio 1422 da FAAP, cada artista selecionado conta, ainda, com ambientes de criação coletivos, além de bibliotecas, teatro, ateliês de gravura, litografia e fotografia e espaços para exposições, entre outros ambientes.

A artista selecionada para essa edição explica que o alto nível de ensino, professores e oficinas bem equipadas, possibilitaram que ela adquirisse conhecimentos diversos para transitar por muitos caminhos. “Acredito que residências artísticas são muito importantes para a carreira do artista. Estar em deslocamento, numa outra cultura, com outras pessoas e outros entornos, é a possibilidade de se deixar contaminar por novas experiências que abrirão novos caminhos. O prêmio da FAAP é uma grande e prestigiosa oportunidade”.

Fernanda já realizou exposições individuais na Foundry Seoul, na Coréia do Sul, na Casa Triângulo em São Paulo e no Museu de Arte de Ribeirão Preto, além de participar de exposições coletivas no Museu Oscar Niemeyer, no Instituto Tomie Ohtake, na Neon Gallery, em Londres, no MOM ART SPACE em Hamburgo, Alemanha e na Oficina Cultural Oswald de Andrade, em São Paulo.

Participou também do 17º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Guarulhos, do 17º Salão Ubatuba de Artes Visuais, 49º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto, no Paço Municipal, em Santo André, do 44º Salão de Arte de Ribeirão Preto, onde recebeu o Prêmio Aquisição, do 47º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto, no Paço Municipal, em Santo André, onde também recebeu o Prêmio Aquisição e na 28º Mostra de Arte da Juventude, do Sesc Ribeirão Preto. Sua mais recente atividade foi a participação na residência artística Joshua Tree Highlands Art Residency no Mojave Desert na California, Estados Unidos.

A prática artística de Fernanda parte de sua relação com paisagem, natureza e referências literárias e cinematográficas de ficção científica. A partir de sua experiência observando e estudando elementos da natureza, pensa a construção de paisagens e ecossistemas fictícios. Independente da linguagem busca construir atmosferas particulares que proponham um novo universo com outras regras, espacialidades e linearidade temporal. A pesquisa artística da artista tem enfoque na pintura, porém trabalha também com filmes, instalações e esculturas.

Seu projeto na residência, em Paris, tem como ponto de partida o estudo da paisagem a partir de diferentes jardins franceses, para o desenvolvimento de uma nova série de pinturas. “Pretendo aprofundar minha pesquisa sobre natureza, paisagem e jardim, a partir do estudo da concepção de pintura de paisagem francesa e pelas vivências em Paris, entendendo a cidade como matéria construtiva dos trabalhos. Refletindo sobre soluções paisagísticas e suas influências na relação do indivíduo com a paisagem. Me interessa pensar a potência da construção do jardim francês como referência para a criação de um novo bioma pictórico por meio da mistura de riscos, gestos, manchas e desenhos”, explicou a artista.

26 anos de atividades 

Em 2023, a Residência Artística FAAP – Paris, na Cité des Arts, comemora 26 anos de atividades. Nesse período, selecionou e premiou 46 artistas para essa iniciativa, considerada inovadora e inédita na América Latina, ao proporcionar que artistas permaneçam em Paris desenvolvendo suas pesquisas e trabalhos.

Dora Longo Bahia, Caetano de Almeida, Sandra Cinto, Marcius Gallan, Rodolpho Parigi, Maurício Ianês, Flavia Junqueira, Daniel de Paula, são alguns nomes que já passaram pela Cité.

Residência em São Paulo 

A FAAP também mantém no Brasil, desde 2006, a Residência Artística FAAP – São Paulo, localizada no centro da capital, em um edifício que é patrimônio histórico e cultural da cidade, construído pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo. Mais de 450 artistas de todos os continentes já passaram por lá.

Durante os períodos de residência, o programa promove eventos como o Open Studio em que os artistas podem mostrar seus processos de criação e trabalhos ao público. Além disso, os residentes integram o corpo de profissionais que atuam nos Seminários de Investigações Contemporâneas, e são convidados a participar de atividades com os professores e alunos da instituição.

O processo seletivo para participar da Residência Artística FAAP – São Paulo é aberto a artistas de todo o País, com exceção de quem reside no estado de São Paulo, além de estrangeiros. As inscrições podem ser feitas online, no site do programa.


DATA



COMPARTILHE

COMPARTILHE

A Residência Artística FAAP – Paris, já recebeu 46 artistas, que após passar por um processo de seleção, tem a oportunidade de ficar na capital francesa, por um período de seis meses para desenvolver suas pesquisas.

Neste semestre, a artista e ex-aluna do curso de Artes Visuais, Fernanda Galvão, vai ocupar o estúdio 1422, na Cité Internationale des Arts, localizada às margens do Rio Sena, ao lado da Catedral de Notre-Dame. Além do espaço, o prêmio contempla passagens de ida e volta e ajuda de custo.

A Fundação Armando Alvares Penteado é a única instituição, da América Latina, a manter uma residência artística universitária na Cité Internacionale des Arts. A cada semestre seleciona um aluno, ex-aluno ou professor, a quem dá oportunidade de participar dos processos de troca realizados com os mais de 300 artistas, do mundo todo, que circulam pelo complexo em Paris. Além do estúdio 1422 da FAAP, cada artista selecionado conta, ainda, com ambientes de criação coletivos, além de bibliotecas, teatro, ateliês de gravura, litografia e fotografia e espaços para exposições, entre outros ambientes.

A artista selecionada para essa edição explica que o alto nível de ensino, professores e oficinas bem equipadas, possibilitaram que ela adquirisse conhecimentos diversos para transitar por muitos caminhos. “Acredito que residências artísticas são muito importantes para a carreira do artista. Estar em deslocamento, numa outra cultura, com outras pessoas e outros entornos, é a possibilidade de se deixar contaminar por novas experiências que abrirão novos caminhos. O prêmio da FAAP é uma grande e prestigiosa oportunidade”.

Fernanda já realizou exposições individuais na Foundry Seoul, na Coréia do Sul, na Casa Triângulo em São Paulo e no Museu de Arte de Ribeirão Preto, além de participar de exposições coletivas no Museu Oscar Niemeyer, no Instituto Tomie Ohtake, na Neon Gallery, em Londres, no MOM ART SPACE em Hamburgo, Alemanha e na Oficina Cultural Oswald de Andrade, em São Paulo.

Participou também do 17º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Guarulhos, do 17º Salão Ubatuba de Artes Visuais, 49º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto, no Paço Municipal, em Santo André, do 44º Salão de Arte de Ribeirão Preto, onde recebeu o Prêmio Aquisição, do 47º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto, no Paço Municipal, em Santo André, onde também recebeu o Prêmio Aquisição e na 28º Mostra de Arte da Juventude, do Sesc Ribeirão Preto. Sua mais recente atividade foi a participação na residência artística Joshua Tree Highlands Art Residency no Mojave Desert na California, Estados Unidos.

A prática artística de Fernanda parte de sua relação com paisagem, natureza e referências literárias e cinematográficas de ficção científica. A partir de sua experiência observando e estudando elementos da natureza, pensa a construção de paisagens e ecossistemas fictícios. Independente da linguagem busca construir atmosferas particulares que proponham um novo universo com outras regras, espacialidades e linearidade temporal. A pesquisa artística da artista tem enfoque na pintura, porém trabalha também com filmes, instalações e esculturas.

Seu projeto na residência, em Paris, tem como ponto de partida o estudo da paisagem a partir de diferentes jardins franceses, para o desenvolvimento de uma nova série de pinturas. “Pretendo aprofundar minha pesquisa sobre natureza, paisagem e jardim, a partir do estudo da concepção de pintura de paisagem francesa e pelas vivências em Paris, entendendo a cidade como matéria construtiva dos trabalhos. Refletindo sobre soluções paisagísticas e suas influências na relação do indivíduo com a paisagem. Me interessa pensar a potência da construção do jardim francês como referência para a criação de um novo bioma pictórico por meio da mistura de riscos, gestos, manchas e desenhos”, explicou a artista.

26 anos de atividades 

Em 2023, a Residência Artística FAAP – Paris, na Cité des Arts, comemora 26 anos de atividades. Nesse período, selecionou e premiou 46 artistas para essa iniciativa, considerada inovadora e inédita na América Latina, ao proporcionar que artistas permaneçam em Paris desenvolvendo suas pesquisas e trabalhos.

Dora Longo Bahia, Caetano de Almeida, Sandra Cinto, Marcius Gallan, Rodolpho Parigi, Maurício Ianês, Flavia Junqueira, Daniel de Paula, são alguns nomes que já passaram pela Cité.

Residência em São Paulo 

A FAAP também mantém no Brasil, desde 2006, a Residência Artística FAAP – São Paulo, localizada no centro da capital, em um edifício que é patrimônio histórico e cultural da cidade, construído pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo. Mais de 450 artistas de todos os continentes já passaram por lá.

Durante os períodos de residência, o programa promove eventos como o Open Studio em que os artistas podem mostrar seus processos de criação e trabalhos ao público. Além disso, os residentes integram o corpo de profissionais que atuam nos Seminários de Investigações Contemporâneas, e são convidados a participar de atividades com os professores e alunos da instituição.

O processo seletivo para participar da Residência Artística FAAP – São Paulo é aberto a artistas de todo o País, com exceção de quem reside no estado de São Paulo, além de estrangeiros. As inscrições podem ser feitas online, no site do programa.

Residência Artística FAAP

Conheça

Outras notícias que você também pode gostar

Você está vendo:

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP


MAB FAAP

O artista Newton Mesquita recebe o público no MAB FAAP

Os visitantes da exposição ‘Desígnio’ poderão acompanhar a execução de uma obra inédita do artista Newton Mesquita. Na sala da exposição, há um espaço expográfico reproduzindo o ateliê do artista, onde o público poderá acompanhar a execução de uma obra inédita. Confira as datas: 24/02 28/02 02/03 06/03 09/03 13/03 Sempre às 15h. O MAB FAAP funciona de quarta a segunda-feira, das 10h às 18h (última entrada às 17h30), inclusive feriados. Fechado às terças-feiras. A entrada é gratuita! Saiba mais sobre a exposição: Explore as obras de Newton Mesquita na exposição ‘Desígnio’ em exibição no MAB FAAP. Celebrando sua 56ª exposição individual, o artista proporciona, nas mais de 80 pinturas, uma imersão nas obras que retratam sua vida na cidade de São Paulo. Com uma carreira artística que ultrapassa cinco décadas, Newton Mesquita, figura ímpar nas artes plásticas brasileiras, o artista ganhou reconhecimento nas décadas de 1960-1970, consolidando-se como um dos nomes mais destacados no cenário artístico nacional. Com exposições realizadas na América Latina, Estados Unidos, Europa e Japão, o artista premiado destaca-se pela habilidade singular de dialogar entre luz e sombra em suas obras. A exposição “Desígnio” reflete uma técnica desenvolvida ao longo dos anos por Newton Mesquita. Com mais perguntas do que respostas, suas mais de 80 pinturas provocam os espectadores, levando-os a questionar se estão diante de fotografias ou pinturas. O resultado é uma simbiose visual que cativa, um jogo de luz e sombra que transcende os limites da tela. Ao explorar as nuances da cidade que o acolhe, Newton Mesquita apresenta um retrato íntimo de São Paulo. Suas obras revelam a cidade não apenas como um cenário, mas como uma entidade viva, pulsante e repleta de histórias. O curador da exposição, Fábio Magalhães, destaca a profundidade com que Mesquita desvenda os segredos urbanos: “Newton é um cronista da cidade, revelando camadas profundas que muitas vezes passam despercebidas”. O próprio Newton Mesquita expressa a essência de sua exposição ao afirmar: “A ideia dessa exposição foi basicamente dada pelo Fábio Magalhães, para ser um abraço para quem entra”. A mostra “Desígnio” é um convite para mergulhar nas reflexões do artista sobre a cidade, capturando a essência de São Paulo sob a perspectiva única de Newton Mesquita.   “Desígnio” de Newton Mesquita De 07 de fevereiro a 31 de março MAB FAAP – Rua Alagoas 903 – Higienópolis, São Paulo Entrada gratuita

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Newsletter