Fernanda Galvão é a artista selecionada para a Residência Artística FAAP – Paris


DATA


COMPARTILHE


A Residência Artística FAAP – Paris, já recebeu 46 artistas, que após passar por um processo de seleção, tem a oportunidade de ficar na capital francesa, por um período de seis meses para desenvolver suas pesquisas.

Neste semestre, a artista e ex-aluna do curso de Artes Visuais, Fernanda Galvão, vai ocupar o estúdio 1422, na Cité Internationale des Arts, localizada às margens do Rio Sena, ao lado da Catedral de Notre-Dame. Além do espaço, o prêmio contempla passagens de ida e volta e ajuda de custo.

A Fundação Armando Alvares Penteado é a única instituição, da América Latina, a manter uma residência artística universitária na Cité Internacionale des Arts. A cada semestre seleciona um aluno, ex-aluno ou professor, a quem dá oportunidade de participar dos processos de troca realizados com os mais de 300 artistas, do mundo todo, que circulam pelo complexo em Paris. Além do estúdio 1422 da FAAP, cada artista selecionado conta, ainda, com ambientes de criação coletivos, além de bibliotecas, teatro, ateliês de gravura, litografia e fotografia e espaços para exposições, entre outros ambientes.

A artista selecionada para essa edição explica que o alto nível de ensino, professores e oficinas bem equipadas, possibilitaram que ela adquirisse conhecimentos diversos para transitar por muitos caminhos. “Acredito que residências artísticas são muito importantes para a carreira do artista. Estar em deslocamento, numa outra cultura, com outras pessoas e outros entornos, é a possibilidade de se deixar contaminar por novas experiências que abrirão novos caminhos. O prêmio da FAAP é uma grande e prestigiosa oportunidade”.

Fernanda já realizou exposições individuais na Foundry Seoul, na Coréia do Sul, na Casa Triângulo em São Paulo e no Museu de Arte de Ribeirão Preto, além de participar de exposições coletivas no Museu Oscar Niemeyer, no Instituto Tomie Ohtake, na Neon Gallery, em Londres, no MOM ART SPACE em Hamburgo, Alemanha e na Oficina Cultural Oswald de Andrade, em São Paulo.

Participou também do 17º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Guarulhos, do 17º Salão Ubatuba de Artes Visuais, 49º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto, no Paço Municipal, em Santo André, do 44º Salão de Arte de Ribeirão Preto, onde recebeu o Prêmio Aquisição, do 47º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto, no Paço Municipal, em Santo André, onde também recebeu o Prêmio Aquisição e na 28º Mostra de Arte da Juventude, do Sesc Ribeirão Preto. Sua mais recente atividade foi a participação na residência artística Joshua Tree Highlands Art Residency no Mojave Desert na California, Estados Unidos.

A prática artística de Fernanda parte de sua relação com paisagem, natureza e referências literárias e cinematográficas de ficção científica. A partir de sua experiência observando e estudando elementos da natureza, pensa a construção de paisagens e ecossistemas fictícios. Independente da linguagem busca construir atmosferas particulares que proponham um novo universo com outras regras, espacialidades e linearidade temporal. A pesquisa artística da artista tem enfoque na pintura, porém trabalha também com filmes, instalações e esculturas.

Seu projeto na residência, em Paris, tem como ponto de partida o estudo da paisagem a partir de diferentes jardins franceses, para o desenvolvimento de uma nova série de pinturas. “Pretendo aprofundar minha pesquisa sobre natureza, paisagem e jardim, a partir do estudo da concepção de pintura de paisagem francesa e pelas vivências em Paris, entendendo a cidade como matéria construtiva dos trabalhos. Refletindo sobre soluções paisagísticas e suas influências na relação do indivíduo com a paisagem. Me interessa pensar a potência da construção do jardim francês como referência para a criação de um novo bioma pictórico por meio da mistura de riscos, gestos, manchas e desenhos”, explicou a artista.

26 anos de atividades 

Em 2023, a Residência Artística FAAP – Paris, na Cité des Arts, comemora 26 anos de atividades. Nesse período, selecionou e premiou 46 artistas para essa iniciativa, considerada inovadora e inédita na América Latina, ao proporcionar que artistas permaneçam em Paris desenvolvendo suas pesquisas e trabalhos.

Dora Longo Bahia, Caetano de Almeida, Sandra Cinto, Marcius Gallan, Rodolpho Parigi, Maurício Ianês, Flavia Junqueira, Daniel de Paula, são alguns nomes que já passaram pela Cité.

Residência em São Paulo 

A FAAP também mantém no Brasil, desde 2006, a Residência Artística FAAP – São Paulo, localizada no centro da capital, em um edifício que é patrimônio histórico e cultural da cidade, construído pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo. Mais de 450 artistas de todos os continentes já passaram por lá.

Durante os períodos de residência, o programa promove eventos como o Open Studio em que os artistas podem mostrar seus processos de criação e trabalhos ao público. Além disso, os residentes integram o corpo de profissionais que atuam nos Seminários de Investigações Contemporâneas, e são convidados a participar de atividades com os professores e alunos da instituição.

O processo seletivo para participar da Residência Artística FAAP – São Paulo é aberto a artistas de todo o País, com exceção de quem reside no estado de São Paulo, além de estrangeiros. As inscrições podem ser feitas online, no site do programa.


COMPARTILHE

COMPARTILHE

A Residência Artística FAAP – Paris, já recebeu 46 artistas, que após passar por um processo de seleção, tem a oportunidade de ficar na capital francesa, por um período de seis meses para desenvolver suas pesquisas.

Neste semestre, a artista e ex-aluna do curso de Artes Visuais, Fernanda Galvão, vai ocupar o estúdio 1422, na Cité Internationale des Arts, localizada às margens do Rio Sena, ao lado da Catedral de Notre-Dame. Além do espaço, o prêmio contempla passagens de ida e volta e ajuda de custo.

A Fundação Armando Alvares Penteado é a única instituição, da América Latina, a manter uma residência artística universitária na Cité Internacionale des Arts. A cada semestre seleciona um aluno, ex-aluno ou professor, a quem dá oportunidade de participar dos processos de troca realizados com os mais de 300 artistas, do mundo todo, que circulam pelo complexo em Paris. Além do estúdio 1422 da FAAP, cada artista selecionado conta, ainda, com ambientes de criação coletivos, além de bibliotecas, teatro, ateliês de gravura, litografia e fotografia e espaços para exposições, entre outros ambientes.

A artista selecionada para essa edição explica que o alto nível de ensino, professores e oficinas bem equipadas, possibilitaram que ela adquirisse conhecimentos diversos para transitar por muitos caminhos. “Acredito que residências artísticas são muito importantes para a carreira do artista. Estar em deslocamento, numa outra cultura, com outras pessoas e outros entornos, é a possibilidade de se deixar contaminar por novas experiências que abrirão novos caminhos. O prêmio da FAAP é uma grande e prestigiosa oportunidade”.

Fernanda já realizou exposições individuais na Foundry Seoul, na Coréia do Sul, na Casa Triângulo em São Paulo e no Museu de Arte de Ribeirão Preto, além de participar de exposições coletivas no Museu Oscar Niemeyer, no Instituto Tomie Ohtake, na Neon Gallery, em Londres, no MOM ART SPACE em Hamburgo, Alemanha e na Oficina Cultural Oswald de Andrade, em São Paulo.

Participou também do 17º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Guarulhos, do 17º Salão Ubatuba de Artes Visuais, 49º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto, no Paço Municipal, em Santo André, do 44º Salão de Arte de Ribeirão Preto, onde recebeu o Prêmio Aquisição, do 47º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto, no Paço Municipal, em Santo André, onde também recebeu o Prêmio Aquisição e na 28º Mostra de Arte da Juventude, do Sesc Ribeirão Preto. Sua mais recente atividade foi a participação na residência artística Joshua Tree Highlands Art Residency no Mojave Desert na California, Estados Unidos.

A prática artística de Fernanda parte de sua relação com paisagem, natureza e referências literárias e cinematográficas de ficção científica. A partir de sua experiência observando e estudando elementos da natureza, pensa a construção de paisagens e ecossistemas fictícios. Independente da linguagem busca construir atmosferas particulares que proponham um novo universo com outras regras, espacialidades e linearidade temporal. A pesquisa artística da artista tem enfoque na pintura, porém trabalha também com filmes, instalações e esculturas.

Seu projeto na residência, em Paris, tem como ponto de partida o estudo da paisagem a partir de diferentes jardins franceses, para o desenvolvimento de uma nova série de pinturas. “Pretendo aprofundar minha pesquisa sobre natureza, paisagem e jardim, a partir do estudo da concepção de pintura de paisagem francesa e pelas vivências em Paris, entendendo a cidade como matéria construtiva dos trabalhos. Refletindo sobre soluções paisagísticas e suas influências na relação do indivíduo com a paisagem. Me interessa pensar a potência da construção do jardim francês como referência para a criação de um novo bioma pictórico por meio da mistura de riscos, gestos, manchas e desenhos”, explicou a artista.

26 anos de atividades 

Em 2023, a Residência Artística FAAP – Paris, na Cité des Arts, comemora 26 anos de atividades. Nesse período, selecionou e premiou 46 artistas para essa iniciativa, considerada inovadora e inédita na América Latina, ao proporcionar que artistas permaneçam em Paris desenvolvendo suas pesquisas e trabalhos.

Dora Longo Bahia, Caetano de Almeida, Sandra Cinto, Marcius Gallan, Rodolpho Parigi, Maurício Ianês, Flavia Junqueira, Daniel de Paula, são alguns nomes que já passaram pela Cité.

Residência em São Paulo 

A FAAP também mantém no Brasil, desde 2006, a Residência Artística FAAP – São Paulo, localizada no centro da capital, em um edifício que é patrimônio histórico e cultural da cidade, construído pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo. Mais de 450 artistas de todos os continentes já passaram por lá.

Durante os períodos de residência, o programa promove eventos como o Open Studio em que os artistas podem mostrar seus processos de criação e trabalhos ao público. Além disso, os residentes integram o corpo de profissionais que atuam nos Seminários de Investigações Contemporâneas, e são convidados a participar de atividades com os professores e alunos da instituição.

O processo seletivo para participar da Residência Artística FAAP – São Paulo é aberto a artistas de todo o País, com exceção de quem reside no estado de São Paulo, além de estrangeiros. As inscrições podem ser feitas online, no site do programa.


DATA


Residência Artística FAAP

Conheça

Outras notícias que você também pode gostar

Você está vendo:

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP


MAB FAAP

MAB FAAP recebe convidados para abertura da exposição de Salvador Dalí 

O Museu de Arte Brasileira (MAB FAAP) inaugurou a exposição intitulada “Desafio Salvador Dalí – Uma exposição surreal na FAAP”, recebendo convidados especiais. Entre eles, estavam personalidades das artes, da cultura, da comunicação, do poder público, empresários e amantes das artes.   Com uma salva de palmas, as portas da exposição foram abertas por dona Celita Procopio de Carvalho (Presidente do Conselho de Curadores da FAAP) e pelo Dr. Antonio Bias Bueno Guillon (Diretor-Presidente da FAAP), que fizeram as honras da noite ao lado da Sra. Pilar Guillon Liotti (membro voluntária do Conselho do MAB FAAP). Com orgulho, a conselheira disse que “é uma grande honra pra FAAP receber essa exposição incrível do surrealista Salvador Dalí, que marca os 100 anos do Surrealismo.”  Ilustres como a Secretária da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Marilia Marton, o Cônsul da Espanha, Dom Pablo Montesino-Espartero, o conde Chiquinho Scarpa, o ator global Leopoldo Pacheco, a jornalista Joyce Pascowitch, o estilista Eduardo Toldi, e a modelo Cássia Ávila, foram algumas das personalidades que circularam pelos salões do prédio principal.   Os convidados tiveram o privilégio de contemplar mais de 100 peças expositivas inéditas no país.   Paulo Bonfá, CEO da Conteúdo Criativo e organizador da exposição, junto com Roberto Souza Leão, CEO do Instituto Totex, expressou sua satisfação ao receber o público, destacando a excelência do evento. “É totalmente excelente, enfim, receber o público na exposição. Em formato inovador, reproduzindo a mesma cor, a mesma textura, são três toneladas de telas vindas da Espanha – junto com a tecnologia, com multitalentos do cinema, da publicidade, da literatura, joias desenhadas pelo artista e também a possibilidade de levar um pouco da exposição para casa”.   Obras emblemáticas como “A Persistência da Memória” (1931), “O Cristo de São João da Cruz” (1951) e “Construção Suave com Damascos Cozidos” (1936) adornam os painéis gigantes, constituindo elementos fundamentais da mostra. Além da reprodução das pinturas e esculturas, os participantes apreciaram uma reprodução do ateliê onde Dalí trabalhava em outros campos diversos como ourivesaria, cinema e publicidade.   Espalhando-se por mais de 1,2 mil metros quadrados, o MAB FAAP emprega tecnologia de ponta para proporcionar aos visitantes um mergulho na vasta obra do artista, que se estendeu por seis décadas de atividade. O museu convida o público a se encantar com o mundo surreal de um dos artistas mais enigmáticos do século XX, com a abertura ao público agendada para esta quarta-feira, 1º de maio.  Desafio Salvador Dalí: uma exposição surreal na FAAP  Quando: a partir de 1º de maio de 2024Horários: de terça a domingo das 10h às 21h (última entrada às 20h) Onde: Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Alvares Penteado – MAB FAAB (Rua Alagoas, 903 – Higienópolis – São Paulo) Público: livre para todas as idades Acessibilidade: local acessível para pessoas em cadeira de rodas  Ingressos:


MAB FAAP

FAAP será palco de exposição histórica sobre Salvador Dalí

A FAAP, conhecida por abrigar exposições históricas em seus salões, recebe agora a estreia mundial de Desafio Salvador Dalí: Uma Exposição Surreal na FAAP. A exposição, produzida pela Conteúdo Criativo, foi concebida pela empresa espanhola ArtDidaktik, sob licença e supervisão da Fundação Gala-Salvador Dalí. Apresenta reproduções idênticas de 100 obras de um dos artistas mais inventivos e importantes da arte mundial, a partir do dia 1º de maio, no MAB FAAP (Museu de Arte Brasileira). A exposição é uma produção inédita e apresenta a vida e obra do artista exposta com novos suportes contemporâneos originais. As 100 obras mais importantes do artista espanhol estarão pela primeira vez juntas, em painéis gigantes fabricados na Espanha com as características exatas das pinturas originais, apresentadas com recursos de realidade aumentada. Além das obras, a exposição faz uma reconstrução fiel do ateliê onde Dalí materializou seu legado incluindo partes originais de sua residência litorânea em Port Lligat e as imagens de Gala, sua esposa e musa inspiradora. Apresenta também uma galeria audiovisual multimídia de última geração, composta por acervos exclusivos de Dalí como cineasta, designer, ilustrador, cenógrafo, diretor de arte e personagem publicitário com conteúdos originais. O público poderá interagir com as suas obras e baixar vídeos, e haverá, ainda, uma sala em que óculos de realidade aumentada irão aprofundar a experiência de criação do

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Newsletter