EM NOVO FORMATO, RELATÓRIO MÍDIAS SOCIAIS 360º DA FAAP MOSTRA QUE MARCAS E CELEBRIDADES PERDEM SEGUIDORES NO INSTAGRAM

CATEGORIA


DATA


COMPARTILHE


O estudo trimestral Mídias Sociais 360º (#MS360FAAP), realizado pelo Núcleo de Inovação em Mídia Digital (NiMD) da Faculdade Armando Alvares Penteado (FAAP), em parceria com a Socialbakers (atual Emplifi), mostra que as marcas e as celebridades perderam seguidores no Instagram. Os dados são referentes ao segundo trimestre de 2021 e analisa os 100 perfis brasileiros com mais interações.

Na comparação com os três primeiros meses de 2021, as marcas perderam 32,7% dos seus seguidores, saindo de 2.411.744, em média, para 1.622.604 registrados no segundo trimestre do ano. Já as celebridades tinham 13.879.056 seguidores, em média, e ficaram com 10.093.846, o que equivale a uma perda de 27%.

Os pesquisadores responsáveis pelo estudo acreditam que, provavelmente, a queda se deve a alguns fatores, como a limpeza de contas falsas feita pelo próprio Instagram, possíveis ajustes na entrega dos números e, claro, a possibilidade de usuários deixando de seguir as marcas nessa plataforma.

Em relação às interações, o estudo mostra que há uma grande diferença entre os perfis das marcas e o de celebridades. Enquanto a primeira categoria teve uma média de 3.924 interações, entre abril, maio e junho deste ano, a segunda obteve 146.607.

Para o professor Thiago Costa, coordenador da pós-graduação em Comunicação e Marketing Digital da FAAP e um dos pesquisadores do projeto, ainda que estejam passando por um processo de humanização e aproximação dos consumidores, as empresas ainda não conseguem o nível de engajamento que as figuras públicas possuem. “E esse cenário não tem ligação com a quantidade de conteúdo, pois as marcas publicam quase duas vezes mais por semana, em comparação às celebridades”, explica.

O coordenador do NiMD-FAAP, Prof. Eric Messa, ressalta que o usuário ainda prefere o conteúdo dos famosos, mesmo que seja algo planejado e editado para a exposição e até mesmo venda de produtos e serviços.

Mas, mesmo que essas celebridades tenham um nível de interação muito maior, houve uma queda significativa no número de likes recebidos em suas postagens, entre o primeiro e o segundo trimestre de 2021. A redução nas postagens do tipo “carrossel”, por exemplo, que são as que historicamente geram mais curtidas, foi de 23% entre os períodos, possivelmente relacionada à queda nos seguidores e nem tanto ao comportamento deles.

Facebook

Em relação ao primeiro trimestre do ano, todas as categorias – exceto Mídia e Notícias – tiveram redução no seu número de fãs no período entre abril e junho. Esse resultado indica uma tendência que já vinha sendo observada nos últimos estudos: a perda de interesse do público pelo Facebook.

Por outro lado, mostra como as notícias continuam sendo base para as interações na plataforma, o que justifica a preocupação de muitos especialistas pela possível permissividade dessa rede com as chamadas fake news.

De acordo com os especialistas, há uma dúvida que persiste na relação entre número de fãs e quantidade de conteúdo postado: a categoria “Mídia/Notícias” cresce por ser a que mais faz postagens ou essas páginas postam mais justamente por terem uma base de usuários maior e mais ativa?

No entanto, há uma certeza sobre a migração, mesmo que gradual, das demais categorias (Marcas, E-commerce, Entretenimento e Bens de Consumo) para as outras plataformas. Isso ocorre também com “Mídia/Notícias”, mas é possível dizer que a própria natureza do negócio dessas páginas exige uma intensidade maior de postagens. Afinal, as empresas proprietárias possuem na monetização pela visualização de anúncios em seus sites uma fonte importante de renda.

Novo formato

O estudo das redes sociais digitais e, especialmente, do público que faz uso delas, tornou-se fundamental no trabalho de comunicação entre marcas e pessoas. Diante disso, desde 2014, o NiMD-FAAP trabalha em parceria com a Socialbakers (atual Emplifi) para a captação e análise de dados dos 100 perfis brasileiros com mais interações em diferentes plataformas.

A cada trimestre, o relatório #MS360FAAP traz dados como os tipos de interação mais realizadas pelos usuários, o tempo de resposta das empresas, o modelo de postagem mais utilizado, entre outros. Passados sete anos do início do projeto, e com a evolução constante das redes, o relatório também passou por mudanças, chegando agora a um novo modelo.

Neste novo formato, além dos gráficos com a evolução numérica dos dados, será possível encontrar também análises rápidas e destaques do período analisado, com indicações dos impactos mercadológicos dos achados da pesquisa.

O responsável pelo novo projeto gráfico, professor Adriano Cerullo, explica que o estudo nasceu da premissa de cumprir três funções originais: visualização dos dados, análise dos insights com base nesses números e compartilhamento desse conhecimento.

A partir disso, o novo visual foi trabalhado na busca por três pontos: distribuir a visualização dos dados em módulos, identificados por cores proprietárias das redes sociais investigadas; identificar cada gráfico por um ícone que facilita a identificação do tema analisado e envelopar o documento em um desenho que convida ao compartilhamento, seja em forma do PDF completo do estudo, ou mesmo de trechos, páginas ou registro de screenprints de diagramas específicos.

A ideia é otimizar o uso do relatório para que profissionais de marketing, criadores de conteúdo, pesquisadores e estudantes possam aproveitar ao máximo e de forma prática e rápida todas as informações.

O novo relatório completo e os anteriores estão disponíveis em www.faap.br/ms360faap.

 


DATA



CATEGORIA


COMPARTILHE

COMPARTILHE

O estudo trimestral Mídias Sociais 360º (#MS360FAAP), realizado pelo Núcleo de Inovação em Mídia Digital (NiMD) da Faculdade Armando Alvares Penteado (FAAP), em parceria com a Socialbakers (atual Emplifi), mostra que as marcas e as celebridades perderam seguidores no Instagram. Os dados são referentes ao segundo trimestre de 2021 e analisa os 100 perfis brasileiros com mais interações.

Na comparação com os três primeiros meses de 2021, as marcas perderam 32,7% dos seus seguidores, saindo de 2.411.744, em média, para 1.622.604 registrados no segundo trimestre do ano. Já as celebridades tinham 13.879.056 seguidores, em média, e ficaram com 10.093.846, o que equivale a uma perda de 27%.

Os pesquisadores responsáveis pelo estudo acreditam que, provavelmente, a queda se deve a alguns fatores, como a limpeza de contas falsas feita pelo próprio Instagram, possíveis ajustes na entrega dos números e, claro, a possibilidade de usuários deixando de seguir as marcas nessa plataforma.

Em relação às interações, o estudo mostra que há uma grande diferença entre os perfis das marcas e o de celebridades. Enquanto a primeira categoria teve uma média de 3.924 interações, entre abril, maio e junho deste ano, a segunda obteve 146.607.

Para o professor Thiago Costa, coordenador da pós-graduação em Comunicação e Marketing Digital da FAAP e um dos pesquisadores do projeto, ainda que estejam passando por um processo de humanização e aproximação dos consumidores, as empresas ainda não conseguem o nível de engajamento que as figuras públicas possuem. “E esse cenário não tem ligação com a quantidade de conteúdo, pois as marcas publicam quase duas vezes mais por semana, em comparação às celebridades”, explica.

O coordenador do NiMD-FAAP, Prof. Eric Messa, ressalta que o usuário ainda prefere o conteúdo dos famosos, mesmo que seja algo planejado e editado para a exposição e até mesmo venda de produtos e serviços.

Mas, mesmo que essas celebridades tenham um nível de interação muito maior, houve uma queda significativa no número de likes recebidos em suas postagens, entre o primeiro e o segundo trimestre de 2021. A redução nas postagens do tipo “carrossel”, por exemplo, que são as que historicamente geram mais curtidas, foi de 23% entre os períodos, possivelmente relacionada à queda nos seguidores e nem tanto ao comportamento deles.

Facebook

Em relação ao primeiro trimestre do ano, todas as categorias – exceto Mídia e Notícias – tiveram redução no seu número de fãs no período entre abril e junho. Esse resultado indica uma tendência que já vinha sendo observada nos últimos estudos: a perda de interesse do público pelo Facebook.

Por outro lado, mostra como as notícias continuam sendo base para as interações na plataforma, o que justifica a preocupação de muitos especialistas pela possível permissividade dessa rede com as chamadas fake news.

De acordo com os especialistas, há uma dúvida que persiste na relação entre número de fãs e quantidade de conteúdo postado: a categoria “Mídia/Notícias” cresce por ser a que mais faz postagens ou essas páginas postam mais justamente por terem uma base de usuários maior e mais ativa?

No entanto, há uma certeza sobre a migração, mesmo que gradual, das demais categorias (Marcas, E-commerce, Entretenimento e Bens de Consumo) para as outras plataformas. Isso ocorre também com “Mídia/Notícias”, mas é possível dizer que a própria natureza do negócio dessas páginas exige uma intensidade maior de postagens. Afinal, as empresas proprietárias possuem na monetização pela visualização de anúncios em seus sites uma fonte importante de renda.

Novo formato

O estudo das redes sociais digitais e, especialmente, do público que faz uso delas, tornou-se fundamental no trabalho de comunicação entre marcas e pessoas. Diante disso, desde 2014, o NiMD-FAAP trabalha em parceria com a Socialbakers (atual Emplifi) para a captação e análise de dados dos 100 perfis brasileiros com mais interações em diferentes plataformas.

A cada trimestre, o relatório #MS360FAAP traz dados como os tipos de interação mais realizadas pelos usuários, o tempo de resposta das empresas, o modelo de postagem mais utilizado, entre outros. Passados sete anos do início do projeto, e com a evolução constante das redes, o relatório também passou por mudanças, chegando agora a um novo modelo.

Neste novo formato, além dos gráficos com a evolução numérica dos dados, será possível encontrar também análises rápidas e destaques do período analisado, com indicações dos impactos mercadológicos dos achados da pesquisa.

O responsável pelo novo projeto gráfico, professor Adriano Cerullo, explica que o estudo nasceu da premissa de cumprir três funções originais: visualização dos dados, análise dos insights com base nesses números e compartilhamento desse conhecimento.

A partir disso, o novo visual foi trabalhado na busca por três pontos: distribuir a visualização dos dados em módulos, identificados por cores proprietárias das redes sociais investigadas; identificar cada gráfico por um ícone que facilita a identificação do tema analisado e envelopar o documento em um desenho que convida ao compartilhamento, seja em forma do PDF completo do estudo, ou mesmo de trechos, páginas ou registro de screenprints de diagramas específicos.

A ideia é otimizar o uso do relatório para que profissionais de marketing, criadores de conteúdo, pesquisadores e estudantes possam aproveitar ao máximo e de forma prática e rápida todas as informações.

O novo relatório completo e os anteriores estão disponíveis em www.faap.br/ms360faap.

 

Cursos Livres e Idiomas FAAP 2024

Confira a lista de cursos

Outras notícias que você também pode gostar

Você está vendo:

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP


Relações Internacionais

Fernanda Magnotta compõe o grupo Global Fellows do Wilson Center

A professora Fernanda Magnotta, coordenadora do curso de Relações Internacionais da FAAP e liderança à frente do BIA, o novo programa na área de negócios da instituição, acaba de ser convidada para compor o seleto grupo de “Global Fellows” do Wilson Center, de Washinton, DC. Trata-se de um dos mais poderosos think tanks do mundo e dos maiores dos Estados Unidos. Esse gesto reconhece a Profa. Magnotta como uma liderança intelectual no Brasil e a inclui como parte de uma das redes de relacionamento mais prestigiadas do planeta. Fernanda é prata da casa. Graduou-se na FAAP, em 2009, tornou-se parte do corpo docente ainda como “jovem professora”, em 2010, e ocupa a coordenação do curso de Relações Internacionais desde 2013. Ao todo, já são 14 anos de docência e dedicação a inúmeros projetos. Fernanda tem mestrado e doutorado na área, é especialista em política dos EUA, com foco nas relações entre EUA-China-América Latina. Seu trabalho inclui publicações acadêmicas e artigos de opinião especializados com circulação em diferentes idiomas. Já foi consultora da Comissão de Relações Internacionais da OAB, em São Paulo, e atualmente é Senior Fellow do CEBRI, do Rio de Janeiro. Além disso, contribui regularmente como colunista para o Portal UOL e para a Rádio CBN. Reconhecida internacionalmente, liderou a delegação da Cúpula da Juventude do G20 do Brasil na China, e observou as eleições dos EUA de 2016 em Ohio, convidada pela Embaixada dos EUA. Selecionada para o Programa W30 da UCLA em 2017, está entre os top 30 em gestão acadêmica global. Recebeu uma concorrida bolsa Fulbright para realizar pesquisa na University of Southern California em 2022. Suas análises aparecem nos principais meios de comunicação no Brasil, nos EUA e na Europa frequentemente. Magnotta é palestrante regular de cursos e treinamentos para diplomatas e oficiais militares, lidera projetos envolvendo autoridades, pesquisadores e o setor privado principalmente no Brasil e nos Estados


Na FAAP

B-Hub anuncia nova fase com lançamento de produtos e serviços

O Centro de Empreendedorismo da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), o B-Hub, se prepara para entrar em uma nova fase. O espaço, conhecido por sua dedicação ao empreendedorismo, agora oferece uma variedade de serviços e mentorias especializadas, além de apresentar uma equipe de professores renomados prontos para orientar e impulsionar ideias únicas. Novos Serviços e Professores: Transformando Ideias em Oportunidades O programa “START” oferece uma oportunidade de transformar ideias em ações concretas. Composto por 6 encontros, a equipe do FAAP Business Hub guiará os participantes na jornada de iniciar, organizar e priorizar projetos. Início: 05 de marçoQuando: Terças e quintas | das 14h às 16h30 Este curso gratuito é exclusivo para alunos e válido como atividade complementar. As vagas são limitadas! Inscreva-se clicando aqui. Para os momentos em que um projeto trava, o B-Hub oferece mentorias personalizadas com professores especialistas. Seja em encontros presenciais ou on–line, essas mentorias são projetadas para desbloquear ideias e proporcionar insights para alunos e ex-alunos. Entre em contato com a equipe para agendar a sua mentoria. O programa “FAABRICA” é destinado ao desenvolvimento de business plans, planos de marketing e protótipos, fornecendo suporte fundamental para projetos em estágios iniciais. Uma equipe de professores estará à disposição dos interessados: Marcelo de Almeida Westermann – Arquitetura e DesignJulio Cesar de Freitas – DesignMayara Ferreira Longuini – DireitoJosé Sarkis Arakelian – AdministraçãoMarco Antônio Di Lorenzi Andreoni – Artes, Design e Moda B-Hub – O Espaço para Desenvolvimento de Projetos Além de apresentar os novos produtos e serviços, é importante destacar que o B-Hub é um espaço dedicado ao desenvolvimento de projetos. Seja dando os primeiros passos na jornada empreendedora ou buscando aprimoramento para projetos já existentes, o B-Hub continua a ser o ambiente propício para o crescimento e inovação. Com estes novos projetos, o B-Hub reafirma seu compromisso em ser um catalisador para o empreendedorismo na comunidade FAAP e no


Direito

Folha de S. Paulo destaca parceria da FAAP com universidades europeias para alunos de Direito 

Conforme destacado pelo jornal Folha de S. Paulo, a Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) firmou uma parceria estratégica com três universidades europeias. A colaboração visa enriquecer a experiência acadêmica dos alunos de Direito da instituição, proporcionando-lhes oportunidades únicas de intercâmbio internacional.  A notícia ganha destaque ao ressaltar que, ao participarem desse intercâmbio, os alunos da FAAP não apenas ampliam seus horizontes culturais, mas também não perdem o semestre letivo. Essa abordagem permite que os estudantes vivenciem novas perspectivas acadêmicas e culturais, sem comprometer seus estudos.  A FAAP, reconhecida por sua visão globalizada, já possui convênios com mais de 350 universidades ao redor do mundo, consolidando-se como uma instituição comprometida com a formação acadêmica internacional de seus alunos. A parceria com universidades europeias para os alunos de Direito é mais um passo em direção à excelência acadêmica e à formação de profissionais globais, prontos para enfrentar os desafios da profissão.  O coordenador do curso, Fernando José da Costa, ressalta que “Ter vivido e estudado no exterior é frequentemente valorizado pelos empregadores, destacando a adaptabilidade, a diversidade de perspectivas e o empenho em desafios impostos por conviver em outros países”.  Destacando o compromisso da FAAP em preparar profissionais capazes de lidar com as demandas contemporâneas, o curso de Direito da instituição visa formar estudantes não apenas como juristas, mas como agentes ativos em uma sociedade cada vez mais complexa. O programa oferece uma abordagem holística, permitindo que os alunos compreendam aspectos históricos, políticos e econômicos em um contexto nacional e internacional.  Leia a matéria completa: clique aqui  O CURSO DE DIREITO FAAP  O curso de Direito da FAAP proporciona uma formação abrangente e aprofundada sobre as relações humanas, as práticas legais e o funcionamento dos sistemas jurídicos. São oferecidas todas as matérias tradicionais da formação jurídica (Direito Civil, Direito Penal, Direito Constitucional, Direito Processual, Direito Empresarial, Direito Internacional, Ética Profissional etc.) em conjunto com atividades culturais e disciplinas humanísticas (Teatro, Oratória, Filosofia, Psicologia etc.), que permitem conhecimentos sobre Justiça e Poder, Segurança Pública e Segurança Jurídica, Tecnologia e Relações Digitais, Direito Ambiental Empresarial, Direito Desportivo, Direito do Entretenimento

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Newsletter