Alunos e profissionais da área de direito têm encontro marcado no lançamento do Anuário da Justiça Brasil, que completa 15 anos – confira on-line no dia 29 de junho, às 10h30

CATEGORIA


DATA


COMPARTILHE


O Anuário da Justiça Brasil chega este ano à sua 15ª edição mostrando como o órgão de cúpula do Poder Judiciário conseguiu antecipar o futuro e consolidar o uso da tecnologia no seu cotidiano. A publicação também ampliou o seu alcance e aprimorou suas respostas para as mais diversas e complexas demandas da sociedade brasileira.

O lançamento desta 15ª edição será on-line no dia 29/6, às 10h30, pela TV ConJur ou no canal da FAAP no Youtube. Terá depoimentos dos presidentes do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux; do Superior Tribunal de Justiça, Humberto Martins; do Tribunal Superior do Trabalho, ministra Maria Cristina Peduzzi; do Tribunal Superior Eleitoral, Roberto Barroso; do Superior Tribunal Militar, ministro Luis Carlos Gomes Mattos; da AMB, Renata Gil; e de Celita Procopio de Carvalho, Presidente do Conselho de Curadores da FAAP. Cada um deles com um breve panorama do último ano e perspectivas para 2021.

E, ao vivo, será realizado também o debate “Justiça e Democracia – A visão da Justiça, do Ministério Público e da Advocacia”, com a participação do ministro Gilmar Mendes, do STF; do procurador-geral da República Augusto Aras; e do presidente do Conselho Federal da OAB Felipe Santa Cruz. A mediação será do repórter especial da Conjur Rodrigo Haidar. 

O Anuário da Justiça Brasil é uma publicação da ConJur com o apoio da FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado).

Nesta edição, o Anuário mostra que em 2020, ano em que diversos setores do país foram paralisados pela epidemia de Covid-19, o Supremo Tribunal Federal conseguiu deliberar sobre um número recorde de processos. O Plenário julgou 125 temas de repercussão geral, cinco vezes mais que em 2019. Desde 2006, a corte conseguiu reduzir o estoque de processos pendentes de 150 mil para 26 mil processos. Foram 408 ações diretas de inconstitucionalidade decididas no mérito, enquanto no ano anterior foram 271. O acervo atual é o menor dos últimos 25 anos.

Já no Superior Tribunal de Justiça, a quantidade foi menos expressiva, mas também mostra a tendência da corte de priorizar a padronização no julgamento dos processos que afligem a maior parte dos brasileiros. Em 2020, julgou 30 uniformizações para processos repetitivos, ante 18 no ano anterior.

Houve ainda ampla adaptação das sessões de julgamento por videoconferência, intensificação dos julgamentos virtuais, atendimento a advogados em ambiente virtual, medidas adotadas pelo STF e por todos os tribunais superiores e que devem permanecer e, até mesmo, se expandir em um momento pós-crise.

Lançamento do Anuário da Justiça Brasil 2021

Quando: terça-feira (29 de junho)

Horário: às 10h30Onde: TV ConJur no YouTubeou no canal da FAAP no Youtube        


DATA



CATEGORIA


COMPARTILHE

COMPARTILHE

O Anuário da Justiça Brasil chega este ano à sua 15ª edição mostrando como o órgão de cúpula do Poder Judiciário conseguiu antecipar o futuro e consolidar o uso da tecnologia no seu cotidiano. A publicação também ampliou o seu alcance e aprimorou suas respostas para as mais diversas e complexas demandas da sociedade brasileira.

O lançamento desta 15ª edição será on-line no dia 29/6, às 10h30, pela TV ConJur ou no canal da FAAP no Youtube. Terá depoimentos dos presidentes do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux; do Superior Tribunal de Justiça, Humberto Martins; do Tribunal Superior do Trabalho, ministra Maria Cristina Peduzzi; do Tribunal Superior Eleitoral, Roberto Barroso; do Superior Tribunal Militar, ministro Luis Carlos Gomes Mattos; da AMB, Renata Gil; e de Celita Procopio de Carvalho, Presidente do Conselho de Curadores da FAAP. Cada um deles com um breve panorama do último ano e perspectivas para 2021.

E, ao vivo, será realizado também o debate “Justiça e Democracia – A visão da Justiça, do Ministério Público e da Advocacia”, com a participação do ministro Gilmar Mendes, do STF; do procurador-geral da República Augusto Aras; e do presidente do Conselho Federal da OAB Felipe Santa Cruz. A mediação será do repórter especial da Conjur Rodrigo Haidar. 

O Anuário da Justiça Brasil é uma publicação da ConJur com o apoio da FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado).

Nesta edição, o Anuário mostra que em 2020, ano em que diversos setores do país foram paralisados pela epidemia de Covid-19, o Supremo Tribunal Federal conseguiu deliberar sobre um número recorde de processos. O Plenário julgou 125 temas de repercussão geral, cinco vezes mais que em 2019. Desde 2006, a corte conseguiu reduzir o estoque de processos pendentes de 150 mil para 26 mil processos. Foram 408 ações diretas de inconstitucionalidade decididas no mérito, enquanto no ano anterior foram 271. O acervo atual é o menor dos últimos 25 anos.

Já no Superior Tribunal de Justiça, a quantidade foi menos expressiva, mas também mostra a tendência da corte de priorizar a padronização no julgamento dos processos que afligem a maior parte dos brasileiros. Em 2020, julgou 30 uniformizações para processos repetitivos, ante 18 no ano anterior.

Houve ainda ampla adaptação das sessões de julgamento por videoconferência, intensificação dos julgamentos virtuais, atendimento a advogados em ambiente virtual, medidas adotadas pelo STF e por todos os tribunais superiores e que devem permanecer e, até mesmo, se expandir em um momento pós-crise.

Lançamento do Anuário da Justiça Brasil 2021

Quando: terça-feira (29 de junho)

Horário: às 10h30Onde: TV ConJur no YouTubeou no canal da FAAP no Youtube        

Direito na FAAP

Inscreva-se

Outras notícias que você também pode gostar

Você está vendo:

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Direito

Folha de S. Paulo destaca parceria da FAAP com universidades europeias para alunos de Direito 

Conforme destacado pelo jornal Folha de S. Paulo, a Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) firmou uma parceria estratégica com três universidades europeias. A colaboração visa enriquecer a experiência acadêmica dos alunos de Direito da instituição, proporcionando-lhes oportunidades únicas de intercâmbio internacional.  A notícia ganha destaque ao ressaltar que, ao participarem desse intercâmbio, os alunos da FAAP não apenas ampliam seus horizontes culturais, mas também não perdem o semestre letivo. Essa abordagem permite que os estudantes vivenciem novas perspectivas acadêmicas e culturais, sem comprometer seus estudos.  A FAAP, reconhecida por sua visão globalizada, já possui convênios com mais de 350 universidades ao redor do mundo, consolidando-se como uma instituição comprometida com a formação acadêmica internacional de seus alunos. A parceria com universidades europeias para os alunos de Direito é mais um passo em direção à excelência acadêmica e à formação de profissionais globais, prontos para enfrentar os desafios da profissão.  O coordenador do curso, Fernando José da Costa, ressalta que “Ter vivido e estudado no exterior é frequentemente valorizado pelos empregadores, destacando a adaptabilidade, a diversidade de perspectivas e o empenho em desafios impostos por conviver em outros países”.  Destacando o compromisso da FAAP em preparar profissionais capazes de lidar com as demandas contemporâneas, o curso de Direito da instituição visa formar estudantes não apenas como juristas, mas como agentes ativos em uma sociedade cada vez mais complexa. O programa oferece uma abordagem holística, permitindo que os alunos compreendam aspectos históricos, políticos e econômicos em um contexto nacional e internacional.  Leia a matéria completa: clique aqui  O CURSO DE DIREITO FAAP  O curso de Direito da FAAP proporciona uma formação abrangente e aprofundada sobre as relações humanas, as práticas legais e o funcionamento dos sistemas jurídicos. São oferecidas todas as matérias tradicionais da formação jurídica (Direito Civil, Direito Penal, Direito Constitucional, Direito Processual, Direito Empresarial, Direito Internacional, Ética Profissional etc.) em conjunto com atividades culturais e disciplinas humanísticas (Teatro, Oratória, Filosofia, Psicologia etc.), que permitem conhecimentos sobre Justiça e Poder, Segurança Pública e Segurança Jurídica, Tecnologia e Relações Digitais, Direito Ambiental Empresarial, Direito Desportivo, Direito do Entretenimento


Direito

Profª Ana Paula Corrêa Patiño é nomeada desembargadora do Tribunal de Justiça

A professora de Direito Civil da FAAP, Ana Paula Corrêa Patiño, recebeu a nomeação do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, para ocupar a posição de desembargadora no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP).  Ana Paula iniciou sua carreira como advogada em 1992, tornando-se membro efetivo das Comissões de Bioética e Biodireito e de Direito de Família da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo (OAB/SP). Desde 1995, atua como professora de Direito Civil, lecionando em cursos de graduação e pós-graduação.   “Muita emoção e muita honra ser empossada pelo desembargador Fernando Antonio Torres Garcia”, disse a magistrada. “Sinto hoje a felicidade de ocupar um banco que um dia já foi ocupado por meu pai”, declarou a nossa professora Ana Paula Corrêa Patiño.   Estas nomeações destacam o comprometimento dos profissionais jurídicos da FAAP com a busca incessante por um ensino jurídico de qualidade.    O CURSO DE DIREITO NA FAAP  O curso de Direito da FAAP é um bacharelado com duração de 5 anos, dividido em dez semestres no turno da manhã.  O curso é organizado em três etapas. Na primeira etapa são identificadas e desenvolvidas as habilidades individuais de cada estudante, ampliando sua formação cultural e humanística, para estimular a compreensão dos fatos e dos valores sociais de maior relevância para o mundo jurídico contemporâneo. A segunda etapa oferece a cada estudante o arcabouço técnico profissional para o raciocínio jurídico e a operação de leis e julgamentos. Por fim, a terceira etapa possibilita a aplicação do conteúdo em práticas jurídicas tanto simuladas quanto

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Newsletter