ALUNA DO COLÉGIO FAAP RIBEIRÃO GANHA BOLSA NA UNIVERSIDADE DUKE

CATEGORIA


DATA


COMPARTILHE


Imagine ter apenas 17 anos e ser aceita para uma bolsa de mérito acadêmico integral em uma das 20 melhores universidades do mundo. Essa é a história da Ana Beatriz Sales, aluna do Colégio FAAP Ribeirão Preto, que em agosto deste ano embarca para a Duke University, na Carolina do Norte. O último brasileiro a conseguir esta modalidade de bolsa foi em 2014 e, nas últimas quatro turmas, só houve um aluno latino-americano. Ana Beatriz também foi aceita na Northwestern University e Reed College. 

A bolsa Karsh International Scholars, oferecida pela universidade americana, é específica para estudantes estrangeiros. Outros dois alunos brasileiros também foram contemplados, um de Brasília e outro do Mato Grosso do Sul. Este ano, a Duke teve 50 mil aplicantes a bolsa. O processo seleciona aproximadamente 50 finalistas e uma segunda avaliação chega aos 10 bolsistas Karsh.

“Essa segunda avaliação é composta de uma série de redações bem pessoais e, ainda assim, muito focadas nos seus objetivos profissionais, seu currículo e uma entrevista com os diretores do programa. Nesta fase eles avaliam a qualidade de ser um cidadão global e alguém engajado com a sua comunidade, fora a excelência acadêmica”, explica Ana Beatriz. 

A jovem estudante vem de uma família de professores, onde a educação sempre foi muito valorizada. “Não era uma questão de quantidade de horas de estudo, mas sim de qualidade. Escolhi a FAAP Ribeirão Preto justamente porque sabia do rigor acadêmico exigido. Eu ficava quase todos os dias na escola além do horário das aulas, frequentava os plantões e conversava muito com os professores. Realmente tentava enxergar as conexões por trás do conteúdo. Também pude me aventurar no grêmio estudantil e assumir muitas posições de impacto dentro do ambiente escolar.

” O coordenador pedagógico da Unidade FAAP Ribeirão Preto, Franco Giagio, conta que Ana Beatriz sempre exerceu liderança muito positiva entre os alunos da sala e demonstrou interesse por toda forma de conhecimento, seja através das componentes obrigatórias ou por meio das atividades extracurriculares oferecidas. “O olhar atento que a Ana Beatriz tem para a sociedade e para o mundo que a cerca a torna muito distinta. Em muito pouco tempo e com recursos limitados realizou projetos cujo alcance foi muito além dos muros escolares”, diz Franco. 

Segundo ele, a preparação para programas como este em que a Ana Beatriz foi aprovada gera bons frutos inclusive aos alunos que não desejem se graduar no exterior. “Na construção de sua trilha, é importante o envolvimento e excelente desempenho nas atividades acadêmicas, postura e liderança colaborativa na comunidade escolar e envolvimento na solução de problemas reais da sociedade. Essa postura aprimora competências essenciais para a vida pessoal e impacta muito positivamente as oportunidades profissionais e carreiras destes alunos”, finaliza.

Consciente das desigualdades educacionais do nosso país, que foram ampliadas durante a pandemia, Ana Beatriz fundou com um grupo de amigos o EAD Para Todos. Com uma equipe de 60 alunos e professores voluntários de todo o Brasil, o objetivo foi de democratizar o acesso à educação e cultura de qualidade, com conteúdo diário e gratuito (aulas, exercícios e mentorias) sobre o currículo do Ensino Médio. O projeto foi selecionado para o Programa de Aceleração da Ashoka e Oracle em 2021, rendeu o convite para palestra em evento sobre educação e metas da Agenda 2030 da LisboMUN (maior clube de simulações da ONU em Portugal). Além disso, recebeu o Prêmio Prudential Espírito Comunitário na categoria Jovens Contra a Covid-19, em 2020. 

Esta iniciativa abriu um caminho cheio de significado e oportunidades para a estudante. “Apesar de fazer ações voluntárias locais antes, isso me introduziu a um mundo em que minhas ações podiam impactar muito mais pessoas. Entrei na ONG Engajamundo, e na Academia de Liderança da América Latina (LALA). Foram várias oportunidades e pessoas incríveis que conheci e pude descobrir muitas paixões que se conectavam à minha história ao longo do caminho”, afirma. 

Ana Beatriz optou em fazer sua graduação em Ciência Política e um Certificate Program em Jornalismo e Estudos Midiáticos. A bolsa cobrirá anuidade, alimentação, moradia, plano de saúde e ainda oferece um fundo de enriquecimento que pode ser usado em estágios, pesquisas, viagens culturais, conferências e congressos, nos quatro anos do curso. 

Cheia de entusiasmo pelo que virá a seguir, Ana Beatriz já está planejando os próximos passos que dará na universidade americana. “Escolhi a Duke pela comunidade realmente colaborativa. Quero entrar em várias organizações estudantis, participar do ‘tenting’ (tradição de acampar para conseguir ingressos para os jogos de basquete), pesquisar com professores renomados de ciência política e comunicação e colocar toda a educação e apoio especial da comunidade de Karsh em uso para um Brasil e um mundo melhor e mais justo.”    


DATA



CATEGORIA


COMPARTILHE

COMPARTILHE

Imagine ter apenas 17 anos e ser aceita para uma bolsa de mérito acadêmico integral em uma das 20 melhores universidades do mundo. Essa é a história da Ana Beatriz Sales, aluna do Colégio FAAP Ribeirão Preto, que em agosto deste ano embarca para a Duke University, na Carolina do Norte. O último brasileiro a conseguir esta modalidade de bolsa foi em 2014 e, nas últimas quatro turmas, só houve um aluno latino-americano. Ana Beatriz também foi aceita na Northwestern University e Reed College. 

A bolsa Karsh International Scholars, oferecida pela universidade americana, é específica para estudantes estrangeiros. Outros dois alunos brasileiros também foram contemplados, um de Brasília e outro do Mato Grosso do Sul. Este ano, a Duke teve 50 mil aplicantes a bolsa. O processo seleciona aproximadamente 50 finalistas e uma segunda avaliação chega aos 10 bolsistas Karsh.

“Essa segunda avaliação é composta de uma série de redações bem pessoais e, ainda assim, muito focadas nos seus objetivos profissionais, seu currículo e uma entrevista com os diretores do programa. Nesta fase eles avaliam a qualidade de ser um cidadão global e alguém engajado com a sua comunidade, fora a excelência acadêmica”, explica Ana Beatriz. 

A jovem estudante vem de uma família de professores, onde a educação sempre foi muito valorizada. “Não era uma questão de quantidade de horas de estudo, mas sim de qualidade. Escolhi a FAAP Ribeirão Preto justamente porque sabia do rigor acadêmico exigido. Eu ficava quase todos os dias na escola além do horário das aulas, frequentava os plantões e conversava muito com os professores. Realmente tentava enxergar as conexões por trás do conteúdo. Também pude me aventurar no grêmio estudantil e assumir muitas posições de impacto dentro do ambiente escolar.

” O coordenador pedagógico da Unidade FAAP Ribeirão Preto, Franco Giagio, conta que Ana Beatriz sempre exerceu liderança muito positiva entre os alunos da sala e demonstrou interesse por toda forma de conhecimento, seja através das componentes obrigatórias ou por meio das atividades extracurriculares oferecidas. “O olhar atento que a Ana Beatriz tem para a sociedade e para o mundo que a cerca a torna muito distinta. Em muito pouco tempo e com recursos limitados realizou projetos cujo alcance foi muito além dos muros escolares”, diz Franco. 

Segundo ele, a preparação para programas como este em que a Ana Beatriz foi aprovada gera bons frutos inclusive aos alunos que não desejem se graduar no exterior. “Na construção de sua trilha, é importante o envolvimento e excelente desempenho nas atividades acadêmicas, postura e liderança colaborativa na comunidade escolar e envolvimento na solução de problemas reais da sociedade. Essa postura aprimora competências essenciais para a vida pessoal e impacta muito positivamente as oportunidades profissionais e carreiras destes alunos”, finaliza.

Consciente das desigualdades educacionais do nosso país, que foram ampliadas durante a pandemia, Ana Beatriz fundou com um grupo de amigos o EAD Para Todos. Com uma equipe de 60 alunos e professores voluntários de todo o Brasil, o objetivo foi de democratizar o acesso à educação e cultura de qualidade, com conteúdo diário e gratuito (aulas, exercícios e mentorias) sobre o currículo do Ensino Médio. O projeto foi selecionado para o Programa de Aceleração da Ashoka e Oracle em 2021, rendeu o convite para palestra em evento sobre educação e metas da Agenda 2030 da LisboMUN (maior clube de simulações da ONU em Portugal). Além disso, recebeu o Prêmio Prudential Espírito Comunitário na categoria Jovens Contra a Covid-19, em 2020. 

Esta iniciativa abriu um caminho cheio de significado e oportunidades para a estudante. “Apesar de fazer ações voluntárias locais antes, isso me introduziu a um mundo em que minhas ações podiam impactar muito mais pessoas. Entrei na ONG Engajamundo, e na Academia de Liderança da América Latina (LALA). Foram várias oportunidades e pessoas incríveis que conheci e pude descobrir muitas paixões que se conectavam à minha história ao longo do caminho”, afirma. 

Ana Beatriz optou em fazer sua graduação em Ciência Política e um Certificate Program em Jornalismo e Estudos Midiáticos. A bolsa cobrirá anuidade, alimentação, moradia, plano de saúde e ainda oferece um fundo de enriquecimento que pode ser usado em estágios, pesquisas, viagens culturais, conferências e congressos, nos quatro anos do curso. 

Cheia de entusiasmo pelo que virá a seguir, Ana Beatriz já está planejando os próximos passos que dará na universidade americana. “Escolhi a Duke pela comunidade realmente colaborativa. Quero entrar em várias organizações estudantis, participar do ‘tenting’ (tradição de acampar para conseguir ingressos para os jogos de basquete), pesquisar com professores renomados de ciência política e comunicação e colocar toda a educação e apoio especial da comunidade de Karsh em uso para um Brasil e um mundo melhor e mais justo.”    

Cursos Livres e Idiomas FAAP 2024

Confira a lista de cursos

Outras notícias que você também pode gostar

Você está vendo:

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP


Relações Internacionais

Fernanda Magnotta compõe o grupo Global Fellows do Wilson Center

A professora Fernanda Magnotta, coordenadora do curso de Relações Internacionais da FAAP e liderança à frente do BIA, o novo programa na área de negócios da instituição, acaba de ser convidada para compor o seleto grupo de “Global Fellows” do Wilson Center, de Washinton, DC. Trata-se de um dos mais poderosos think tanks do mundo e dos maiores dos Estados Unidos. Esse gesto reconhece a Profa. Magnotta como uma liderança intelectual no Brasil e a inclui como parte de uma das redes de relacionamento mais prestigiadas do planeta. Fernanda é prata da casa. Graduou-se na FAAP, em 2009, tornou-se parte do corpo docente ainda como “jovem professora”, em 2010, e ocupa a coordenação do curso de Relações Internacionais desde 2013. Ao todo, já são 14 anos de docência e dedicação a inúmeros projetos. Fernanda tem mestrado e doutorado na área, é especialista em política dos EUA, com foco nas relações entre EUA-China-América Latina. Seu trabalho inclui publicações acadêmicas e artigos de opinião especializados com circulação em diferentes idiomas. Já foi consultora da Comissão de Relações Internacionais da OAB, em São Paulo, e atualmente é Senior Fellow do CEBRI, do Rio de Janeiro. Além disso, contribui regularmente como colunista para o Portal UOL e para a Rádio CBN. Reconhecida internacionalmente, liderou a delegação da Cúpula da Juventude do G20 do Brasil na China, e observou as eleições dos EUA de 2016 em Ohio, convidada pela Embaixada dos EUA. Selecionada para o Programa W30 da UCLA em 2017, está entre os top 30 em gestão acadêmica global. Recebeu uma concorrida bolsa Fulbright para realizar pesquisa na University of Southern California em 2022. Suas análises aparecem nos principais meios de comunicação no Brasil, nos EUA e na Europa frequentemente. Magnotta é palestrante regular de cursos e treinamentos para diplomatas e oficiais militares, lidera projetos envolvendo autoridades, pesquisadores e o setor privado principalmente no Brasil e nos Estados


Na FAAP

B-Hub anuncia nova fase com lançamento de produtos e serviços

O Centro de Empreendedorismo da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), o B-Hub, se prepara para entrar em uma nova fase. O espaço, conhecido por sua dedicação ao empreendedorismo, agora oferece uma variedade de serviços e mentorias especializadas, além de apresentar uma equipe de professores renomados prontos para orientar e impulsionar ideias únicas. Novos Serviços e Professores: Transformando Ideias em Oportunidades O programa “START” oferece uma oportunidade de transformar ideias em ações concretas. Composto por 6 encontros, a equipe do FAAP Business Hub guiará os participantes na jornada de iniciar, organizar e priorizar projetos. Início: 05 de marçoQuando: Terças e quintas | das 14h às 16h30 Este curso gratuito é exclusivo para alunos e válido como atividade complementar. As vagas são limitadas! Inscreva-se clicando aqui. Para os momentos em que um projeto trava, o B-Hub oferece mentorias personalizadas com professores especialistas. Seja em encontros presenciais ou on–line, essas mentorias são projetadas para desbloquear ideias e proporcionar insights para alunos e ex-alunos. Entre em contato com a equipe para agendar a sua mentoria. O programa “FAABRICA” é destinado ao desenvolvimento de business plans, planos de marketing e protótipos, fornecendo suporte fundamental para projetos em estágios iniciais. Uma equipe de professores estará à disposição dos interessados: Marcelo de Almeida Westermann – Arquitetura e DesignJulio Cesar de Freitas – DesignMayara Ferreira Longuini – DireitoJosé Sarkis Arakelian – AdministraçãoMarco Antônio Di Lorenzi Andreoni – Artes, Design e Moda B-Hub – O Espaço para Desenvolvimento de Projetos Além de apresentar os novos produtos e serviços, é importante destacar que o B-Hub é um espaço dedicado ao desenvolvimento de projetos. Seja dando os primeiros passos na jornada empreendedora ou buscando aprimoramento para projetos já existentes, o B-Hub continua a ser o ambiente propício para o crescimento e inovação. Com estes novos projetos, o B-Hub reafirma seu compromisso em ser um catalisador para o empreendedorismo na comunidade FAAP e no

Fique por dentro de tudo o que acontece na FAAP

Newsletter